cancelamentos e renovações – r.i.p. heroes, better off ted, mercy

Os upfronts, quando os canais devem anunciar suas programações para a próxima temporada, são semana que vem, mas antecipando isso já tivemos uma enxurrada de renovações e cancelamento esta semana. Estou toda enrolada & atrasada (como se pode perceber pela falta de atualização do blog), mas não poderia deixar de vir aqui comentar um cancelamento em especial: Heroes.

Foram duas temporadas sofridas – essa é uma maneira de olhar as coisas, para alguns foram três, mas dou um desconto para a segunda porque trouxe a Kristen Bell, haha -, mas ainda assim vejo com melancolia o cancelamento de Heroes. Eles esperaram demais para cortar a cabeça da série, mas eu sinceramente seria uma das pessoas que assistiria uma quinta temporada porque a cada nova season finale eu sentava pensando que Heroes poderia se reiventar. O fato de ser uma série meio “aberta” possibilitava que a série fizesse quase tudo – até começar do zero com outros personagens seria aceitável. Essa volta por cima não aconteceu. Pelo contrário: a quarta temporada conseguiu ir mais no fundo do poço do que os piores pessimistas imaginavam.

Ninguém pode dizer que foi uma tragédia Heroes ser cancelada – estando como estava -, mas de qualquer maneira fica aí a minha tristeza por uma série que foi, sim, muito bacana em determinado momento. Perderam a mão legal, mas fica de lembrança a belíssima primeira temporada. Eu, particularmente, nunca vou esquecer da emoção daquelas primeiros tempos da série, daquela ligação bacana com as HQs, do culto que cercou a série por um tempo, da cheerleader, do Hiro sendo legal, da confusão de ver o Jess sendo protagonista de outra série (rs)… Ainda considero, sim, a primeira temporada muito boa e dia desses comprei o box e revi o piloto, que continua sendo imaginoso e impactante. Verdade que sempre foi uma ideia antiga – herois com poderes -, mas por um certo tempo Tim Kring & cia souberam misturar todos os elementos clichês muito bem.

Portanto, R.I.P. Heroes.

Além de Heroes, a NBC cancelou também Mercy, Trauma (que foi re-cancelada, risos) e Law & Order (os derivados continuam. Sinto por Mercy, que, verdade, era uma série errática e com péssima audiência e por isso sempre esteve condenada, mas que tinha um estranho carisma, pelo menos para mim. Se fosse renovada, eu voltaria. O mesmo não posso dizer de Trauma, que parte de um plot muito espécifico e sempre achei bomba (verdade que vi só os primeiros).

Do lado da NBC, entretanto, veio a renovação antecipada de Chuck. Depois dos fãs (e críticos) terem que fazer uma campanha louca para que a terceira temporada acontecesse, a quarta veio com certa facilidade. Certamente a base de fãs forte influenciou na decisão, porque a audiência da série segue não sendo nada espetacular. Inicialmente, serão 12 episódios, podendo aumentar o número depois.

A ABC também passou a faca no pescoço de uma série que começou promissora mas degringolou – e no caso de FlashForward a decepção veio voando! Com menos de 20 episódios exibidos, a série já tinha recebido todas as críticas negativas possíveis e recebia desprezo da audiência. Certamente foi um golpe forte para o canal, que investiu muito na série (chegaram a dizer “o novo Lost”! hahaha) e a série vai terminar sem um final muito conclusivo, disse a Sonia Walger, mas o cancelamento não pega ninguém de surpresa. Em um ano, FF será uma piada ruim, uma lembrança folclórica. A série começou prometendo tudo, teve audiência de 12.47 milhões e depois de cenas cafonas e atuações paupérrimas chegou na última semana com 4.77 milhões.

Daí caíram também Scrubs – depois de uma reformulação que praticamente inventou outra série – e Better off Ted – já era favas contadas, mas ainda parte meu coração. Desde já sinto falta de Phil, Lem, Veronica, Ted, Linda. A série teve uma segunda temporada sensacional que fica como epíteto – porque a segunda temporada já foi uma proeza, considerando o quão mal foi a audiência!

A outra série pimpada da ABC, V, que também não chegou a dar SUUUPER certo mas não deu com os burros n’água como FF, foi renovada. A audiência é ok, o programa é assistível e a ABC prefere garantir isso aí, especialmente considerando que a temporada que vem não terá mais Lost. V entraria nessa FATIA do público, o que gosta de ação/ficção científica e stuff. Acho que com o fim de Lost Grey’s passa a ser o carro-chefe da ABC – Desperate chegando n’uma decadência impar, Dancing with the Star é reality etc.

As novidades no canal estão chegando, e uma delas é da própria Shonda Rhimes: “Off the Map”, mais um drama médico, foi escolhida. Se essa coisa de clínica em local tropical e exótico não aparece muito atraente, acho que vale uma conferida nem que seja pela Shonda e pela Caroline Dhavernas (Wonderfall), que está na série. O procedural forense “Body of Proof” me interessa menos, mas quem sabe? A série traz Dana Delany como uma médica perita que resolve crimes…

Vamos ficar atentos aos upfronts, às novidades e a que outros shows serão cancelados. Segunda-feira é dia de NBC e FOX, terça é a vez da ABC, na quarta a CBS e por fim a CW, na quinta-feira (a CW renovou quase tudo, está no ar somente OTH e LUX, salvo engano).

Anúncios

melhores do ano para o Hit Fix

O Hit Fix divulgou sua lista com melhores 20 programas do ano. Algumas faltas muito sentidas (sério que 30 rock não entra nos melhores 20? Nem True Blood?), mas é aquilo, né. A lista não é da gente. Com 20 lugares dá pra contemplar quase tudo e sobra só a concordância/discordância sobre a posição de cada série. No fim, é uma tríade na frente muito típica de crítico norte-americano. Mad Men e Sons of Anarchy são duas séries adultas, maduras, bem feitas e bem atuadas e Chuck é o queridinho irreverente dos jornalistas de lá. Eu gosto também, mas não faturava na frente de, sei lá, FNL, nunca. Mas é isso, só mais uma lista. Vejam:

20. “queima de verão” da ABC
19. dexter
18. the big bang theory
17. dollhouse
16. community
15. the office
14. nurse jackie
13. better off ted
12. lost
11. modern family
10. parks and recreation
09. big love
08. kings
07. torchwood: childrens of earth
06. friday night lights
05. curb your enthusiasm
04. ESPN: 30 for 30
03. chuck
02. sons of anarchy
01. mad men

melhores de 2009 pelo chicago tribune

True Blood,” HBO: If this show were a fashion ensemble, Tim Gunn would call it a hot mess. Still, despite its flaws and its occasional forays into true ridiculousness, “True Blood” proved impossible to resist. It offered charismatic performances from Michelle Forbes, Nelsan Ellis, Ryan Kwanten, Allan Hyde and Alexander Skarsgård, among others, and it took all the old-fashioned pleasures of a melodramatic serial and sexed them up, Bon Temps-style. The result was a hurtling, hyper, sometimes hysterically funny vampire soap opera, one that was, on occasion, more than just a bloody good time.

da lista da Mo Ryan de melhores do ano. Veja explicações complets  aqui. Destaquei True Blood porque acho que ela é uma das críticas que mais entendem True Blood. Ou, pelo menos, que entendem o apelo de True Blood da mesma maneira que eu.  Pena que não me lembro agora de uma definição que ela deu para série que simplesmente diz tudo. Vou dar uma fuçada e qualquer coisa dou update mais tarde…

A LISTA (ordem alfabética)

THE BIG BANG THEORY (CBS)
BATTLESTAR GALACTICA (SYFY)
CHUCK (NBC)
DOLLHOUSE (FOX)
FRIDAY NIGHT LIGHTS (DIRECT E NBC)
LOST (ABC)
MAD MEN (AMC)
MODERN FAMILY (ABC)
NURSE JACKIE (SHOWTIME)
PARKS AND RECREATION (NBC)
PARTY DOWN (STARZ)
SONS OF ANARCHY (FX)
TORCHWOOD: CHILDREN OF AMERICA (BBC AMERICA)
TRUE BLOOD (HBO)

datas de retorno de lost e chuck anunciadas

ok, folks, agora é oficial: lost inicia sua derradeira temporada na terça-feira 02 de fevereiro (dia de iemanjá rs), com um episódio duplo. a abc anunciou também o elenco regular da série: naveen andrews, nestor carbonell, emile de ravin, michael emerson, jeff fahey, matthew fox, jorge garcia, josh holloway, daniel dae kim, yunjin kim, ken leung, evangeline lilly, terry o’quinn e zuleikha robinson. claro que outros atores participarão – ontem mesmo, via twitter, o carlton cuse confirmou a volta da rebeca madder.

particularmente, eu gostei da mudança de dia. a abc está solidificando sua quarta-feira das comédias, puxada pela sensacional modern family, e mexer nisso seria prejudicial para as novas séries. já lost tem a vantagem de que será seguida, certemente, pelo público, relativamente independente do dia. a terça-feira, por sinal, não é um dia de muitos atrativos para os fãs de seriado – a maior atração, que vai bater de frente com lost, na verdade, é um reality, o american idol. pode parecer bobagem querer concorrer com um dos programas mais assistidos da américa, mas, bom, acho que 1) lost tem potencial para e 2) na verdade, apesar de tudo ser sobre audiência, essa sexta temporada nem é sobre isso. no mais, a terça-feira da abc fica com um ar sci-fi, com lost seguido de v – da alumnu de lost, elizabeth mitchell, que apesar de não estar na lista de recorrentes deve aparecer na sexta temporada também.

promo de 1 mês atrás, levemente skater ein. rs.

outra novidade do dia é a data da volta de CHUCK, que quase-morreu-e-foi-salva-por-mobilização-dos-fãs. a série estreia a terceira temporada no domingo, 10 de janeiro, e já a partir do dia 11 retorna para as noites de segunda. participações especiais na temporada incluem angie harmon, brandon routh, kristin kreuk, dentre outros.

vídeo divulgado pela nbc para promover a temporada.

cartaz oficial

EM OUTRAS NOTÍCIAS:
– heroes volta ao seu antigo horário, ainda na segunda, uma hora mais cedo. o episódio dessa semana, o sofrível brother’s keeper, teve a pior audiência da série.
– a nbc voltou atrás e decidiu pedir mais 3 episódios de trauma, série que estava sendo dada como cancelada. isso dá um total de 16 episódios. ainda não se sabe se a série volta pr’uma segunda temporada. mais aqui.
– as séries começam a entrar em hiatus essa semana que vem, algumas por uam semana (90210, gossip girl), outras prometendo voltar só em janeiro (grey’s anatomy). isso é bem normal no final do ano. para cmopensar, outras séries voltam à telinha em dezembro. dentre elas, a mais aguardada por mim certamente é a comédia better off ted, que volta para a abc em 8 de dezembro.
– e, por fim, um link legal de uma matéria com a stephanie hunt, a devin, de FNL, no la times.