palpites emmy: ator coadjuvante de drama

Uma das minhas categorias preferidas e em que absolutamente todos me parecem merecedores e no timing correto. Muito bacana ver Men of a Certain Age ter ALGUMA indicação (a única), Damages sempre conseguindo emplacar vários atores, a dupla imbatível de Lost que seguiu sendo uma das melhores coisas da série independente de tudo o mais e, é claro, Aaron Paul, que de surpresa passou para uma grata realidade em Breaking Bad, e o Jon Slattery (melhor one-liner da TV? Acho que sim).

Da grata perspectiva de alguém que vai ficar feliz no matter what nessa categoria, eis os meus pitacos.

continue lendo

Anúncios

palpites emmy: atrizes de drama

Mais uma categoria bastante competitiva: uma veterena acostumada a levar, uma novata que está levando tudo, duas indicadas standards que sempre têm chances e duas novatas que, pelo jeito, vão ter que considerar a indicação em si como um prêmio. Tá legal – trocaram uma atriz de Mad Men por outra, e chutaram Holly Hunter e Sally Field por Julianna Margulies e CONNIE BRITTON. Melhor impossível. QUER DIZER: deixaram a Katey Segal a ver navios, né – bem o que aconteceu com Sons of Anarchy por inteiro.

continue lendo

damages – 03×10 – tell me i’m not racist

Um episódio interessante, que caminha a história, mas nada bombástico. Eles perseguem histórias mais paralelas – mas que certamente vão “engrossar o caldo” do que veremos pela frente. Vemos o confronto declarado entre Leonard e seu pai – e um dos dois vai necessariamente derrubar o outro – e a busca de Ellen pela enigmática mulher que aparece em seus sonhos repentinamente – e em uma antiga foto que muito assusta sua mãe.

continue lendo

damages – 03×09 – drive it through hardcore

Confesso aos amigos que essa parte de Damages que tenta ser metafórica e alusiva (e profunda e, ahem, psicológica) é a que mais me cansa. Acho que eles fazem mal, misturando umas obviedades dolorosas com uns sinais enigmáticos que supostamente dão profundidade. E eu sei que essa coisa da filmagem dentro da série, do filme sobre Frobisher, deveria funcionar como uma metalinguagem/malandragem/piscadinha de olho/reflexão, mas não consigo gostar. Sei onde eles querem ir e reconheço e aprecio o esforço, mas minha apreciação não o acompanha.

continue lendo

geleia geral – minka kelly em parenthood e o futuro de damages

A atriz Minka Kelly, de Friday Night Lights, vai participar de Parenthood. Ela viverá Gaby Moss, que ajudará Kristina e Adam a cuidar de Max, filho dos dois que tem Asperger. Minka foi a primeira opção do produtor Jasom Katims, também de FNL, para o papel, segundo ele declarou ao Michael Ausiello.

“Por um lado, ela é charmosa e fácil de lidar”, diz Katims, “mas ela também é vigorosa, que é algo que o papel exige. É uma posição difícil chegar e dizer para alguém ‘Hey, você não está fazendo um bom trabalho com seu filho'”.

Katim enviou o script para Kelly e ela aceitou em um dia. “Por uma acaso ela tinha uma brecha em sua agenda para fazer”, ele disse. Ela participa de dois episódios, começando no próximo. “Se tivermos mais temporadas e ela estiver disponível, adoraria (trazê-la de volta). Estamos esperando para ver dos dois lados”, completou.

______________________________

Por falar em FNL, outro programa depende de um contrato similar ao do drama da NBC para continuar no ar, segundo o Ausiello: Damages. Segundo a coluna do jornalista, a Sony estaria negociando com o 101 Network da DirecTV sobre um possível acordo para uma quarta temporada de Damages, similar ao que acontece entre DirecTV e NBC em FNL. Se assim fosse, Damages seria exibido primeiro na DirecTV e depois na FX.

Segundo o jornalista, por motivos financeiros (claro rs), a FX não pode mais sustentar Damages sozinha; “DirecTV é uma das muitas saídas que foram abordadas. Todas as opções estão na mesa”, disse uma fonte. O que é algo triste (Damages tá na corda bamba), mas algo bom (ao menos estão tentando salvar, e não puxando a corda de vez).

damages – 03×08 – i look like frankenstein

E então aquele sonsinho do Joe Tobin tem mais sangue nas mãos do que imaginávemos, certo? Ele sugeriu & incentivou que sua irmã desse um fim em Danielle Marchetti e depois a escondeu em segredo da mãe e do advogado. E vemos aqui também que Lenny era o cara batendo na porta enquanto Tom falava ao telefone – e os dois tinham um tipo de acordo, ummm. E a ênfase nas luvas, dada durante a denúncia do sem-teto que é amiguinho do Tom? Acaso ou terá algo a ver com aquele misterioso associado de Zedeck? Vejamos.

continue lendo

melhores séries no ar (EW)

Então a EW fez uma matéria sobre as melhores séries que estão no ar atualmente. Top 10. O que realmente vale a pena ver logo quando vai ao ar, que te segura ansiosa semana após semana. Vocês entenderam. Daí que eu até considero uma lista honesta – como toda lista, tem sua dose de aposta, sua dose de pimp, o desprezo que está ali mais para pesar e constar do que outra coisa. Faz parte. Não é aquilo ali no preto e branco.

Por exemplo, que impacto tem, em 2010, na última temporada, lançar uma revista falando que Lost é o programa imperdível da programação hoje em dia? Está na lista e tudo, mas não precisa estar na capa, é supérfluo, desnecessário, todo mundo já sabe. A capa de Lost eles fizeram semana passada or something, falando justamente sobre a season finale. É nisso que entra a aposta. Mas é, como disse, uma lista honesta. Tem shows indiscutivelmente bons, sensações e possíveis rising stars – no que incluo aí The Good Wife. Mas eis os shows imperdíveis na opinião da revista:

1) The Good Wife (CBS)
2) Breaking Bad (AMC)
3) Lost (ABC)
4) Friday Night Lights (NBC)
5) Fringe (FOX)
6) Modern Family (ABC)
7) Glee (FOX)
8) Southland (TNT)
9) Damages (FX)
10) Caprica (SyFy)

Mas então eu resolvi fazer MINHA LISTA de séries imperdiveis. Não são necessariamente as melhores, mas são as que me deixam ansiosa, são as que baixo sem legenda porque não aguento esperar, são as que me deixam agoniadas quando entram num hiatu longos. E é bem atual mesmo – HOJE essas são as séries que me fazem feliz (top 10).

1) Friday Night Lights (NBC) – fora do ar
2) Breaking Bad (AMC) – volta logo!
3) Mad Men (AMC) – fora do ar
4) True Blood (HBO) – fora do ar
5) Fringe (FOX) – hiatu eterno
6) Gossip Girl (CW)
7) Grey’s Anatomy (ABC)
8) Lost (ABC)
9) Parks and Recreation (NBC)
10) The Good Wife (CBS)

A minha lista, por exemplo, é bem mais conservadora que a da EW. Talvez eu pudesse dizer “FNL, o show que ninguém vê”, mas isso é o que todos os críticos vêm dizendo há quatro anos, sabe? Não chega a ser um gancho. Tendo a crer que eu acabaria pimpando Fringe, tenho me sentindo já fazer isso, que para mim foi de uma série meio tosquinha para uma diversão descomprometida de primeira. Eu tô comprando tudo nessa série, curtindo todos os fillers, o que é um pouco assustador & bizarro. E inclusive gostei da EW ter citado Fringe, porque Deus sabe que a série tá precisando dessa audiência. O resto é guilty pleasure (GG, Grey’s), programas que já estão sendo pimpados (Parks, Lost, True Blood) ou shows que todos simplesmente sabem que são bons – e se você acha chato & malas pior para você – como Mad Men ou Breaking Bad.

E daí, claro, tem a própria Good Wife – que parece agradar aos americanos muito mais do que aos brasileiros. Eu curto porque acho uma série envolvente, gosto do pathos da série e acho que do ethos também – no fundo, no fundo, todo mundo tem uma retidão de encher os olhos. Não acho nada revolucionária, maravilhosa, nem mesmo imperdível. Mas pior para quem perde.

(uma lista inversa a esta: agora que Heroes acabou a temporada, minha série-fardo está sendo Brothers & Sisters. Um pior que o outro! E aí amontoam e ficam foda de encarar…)

Eae. Que programas vocês NÃO PERDEM?