painel de lost no paley fest (alguns spoilers)

O Paley Fest foi neste sábado, em Lost Angeles, e o painel de Lost bombou. Além de Damon+Carlton também estavam o Terry O’Quinn, o Michael Emerson e o Nestor Carbonell. Siga adiante para ver algumas das coisas que foram ditas.

continue lendo

Anúncios

how to make it in america – 01×01 – pilot

O piloto da série nos apresenta dois amigos, Ben e Cam, que estão meio que em um ponto parado de suas vidas. É uma comédia com vibe galera, meio Entourage, só que a galera é mais gente boa. Tem um clima de CILADA e tal – Cam arrastando Ben para algumas coisas estranhas, só tentando, bem “sobreviver na América”. Não é nada imensamente promissor nem carismático, mas é tranquilinha de assistir e vale uma conferida.

continue lendo

sobre parenthood

E por aqui cresce a expectativa para conferir a estreia de Parenthood, na NBC, em março. O Ausiello dissse que adorou e essa semana ouvi um podcast do Alan Sepinwall com o Daniel Fienberg que me deixou ainda mais ansiosa – e esperançosa de que a coisa vá ser boa. Os dois comentam que assistiram aos dois pilotos – pré e pós Lauren Graham – e que o segundo é muito melhor. Não só por causa da Lauren, e eles fazem questão de dizer que adoram a Maura etc, mas porque aparentemente os produtores aproveitaram a chance de voltar e refazer e deram uma garibada geral no episódio.

Segundo os dois, é um programa tipo Brothers & Sisters no estilo familia-grande-mesa-de-jantar mas é melhor do que a série da ABC, que agora está especialmente combalida. É divertida e investe menos no clima esqueleto-no-armário.

Sobre a Lauren, especificamente, o Sepinwall diz que ela tem surpreendentemente poucos momentos-lorelai, especialmente considerando como o papel tem tantas similaridades e como ela poderia facilmente cair nisso. Quer dizer, é a porra da mesma atriz, então algo da Lorelai era a Lauren Graham, então claro que existirá a lembrança, mas o crítico diz que ela tá muito bem. E ainda dá um pimp falando que a presença dela dá um ar acolhedor, terno, ao programa – que de resto tem um grande elenco altamente reconhecível, com Peter Krause, Mae Whitman etc.

Esperando!

(ps – o podcast fala também de Lost, How I Met Your Mother, American Idol, Jay Leno, Conan etc)

Duas entrevistas bacanas sobre o programa, com a Lauren, o produtor Ron Howard e o Jasom Katims.

http://www.starpulse.com/news/index.php/2010/02/26/lauren_graham_and_ron_howard_spill_secre
http://www.daemonstv.com/2010/02/25/ron-howard-jason-katims-and-lauren-graham-talk-parenthood/

survivors – 02×06 – episode 6

Um episódio um pouco mais lento e óbvio do que deveria e que para mim encerra essa temporada de uma maneira um pouco negativa – mas ainda assim eles conseguiram de novo: deixaram um gancho matador e uma vontade louca de que a BBC continue investindo na série. Fora a vontade de pular o longo ano que possivelmente nos separa desta (ainda hipotética) terceira temporada.

continue lendo

Vencedores do Costume Designers Guild Awards

O 12º Annual Costume Designers Guild Awards foi nesta quinta-feira (25) no Beverly Hilton. Confira os vencedores nas categorias de televisão (em negrito):

Filme para TV ou Minissérie:

“Georgia O’Keeffe” – Michael Dennison
“Grey Gardens” – Catherine Marie Thomas
“Little Dorrit” – Barbara Kidd

Série de TV (contemporâneo)

“Big Love” – Chrisi Karvonides-Dushenko
“Glee” – Lou Eyrich
“Dancing with the Stars” – Randall Christensen
“The No. 1 Ladies’ Detective Agency” – Jo Katsaras
“Ugly Betty” – Patricia Field

Série de TV (Época ou Fantasia)
“Mad Men” – Janie Bryant
“True Blood” – Audrey Fisher
“The Tudors” – Joan Bergin

Esta foi a segunda vitória consecutiva de Mad Men no prêmio. Já Glee estreou com o pé direito.

geleia geral – carolina dhavernas em nova série da shonda rhimes, novidades em grey’s e mais

A atriz Caroline Dhavernas, protagonista da deliciosa Wonderfalls, foi escalada para ser uma das protagonistas de Off the Map, novo drama médico da Shonda Rhimes. O piloto da série está sendo produzido pela ABC.

Dhavernas, 31 anos, interpretará Lily, uma jovem médica que lida com uma tragédia pessoal se mudando para uma região meio selva da América do Sul, onde trabalhará em uma clínica gratuita. Com ela estarão Meena, especialista em doenças infecciosas que tem um passado nebuloso, e Manny (Enrique Murciano), um cirurgião plástico com grande ego. Do trio principal, só resta escalarem uma atriz para interpretar Meena.

Off the Map terá Shonda Rhimes como produtora-executiva e será escrita pela co-produtora de Grey’s Anatomy Jenna Bans. As informações são do TV Guide.

_____________________________________

Por falar na Rhimes, um pouco de Grey’s. A Katherine Heigl irá participar dos últimos cinco episódios da temporada, segundo o Ausiello, mas depois disso SABE DEUS. Nos últimos dias, cresceram os rumores de que seu contrato será, ahem, descontinuado e Izzie sairá da série. Só resta aguardar.

A personagem volta no mesmo episódio que trará o irmao de Alex, que será interpretado pelo Jake McLaughlin. Aaron, o distante irmão mais novo de Alex, aparece no Seattle Grace como um paciente. O episódio irá ao ar em abril.

(outro spoilerzinho: segundo o Ausiello, dois Mercy Westers não voltam temporada que vem. Fora o Avery, todos estão COMPLETAMENTE OBSOLETOS, então WHO CARES?)

_____________________________________

Segundo o The Hollywood Reporter, o remake americano de Prime Suspect foi colocado em modo de espera por enquanto. A dificuldade para a produção, que é da NBC, seria justamente em encontrar uma atriz para o papel vivido pela Helen Mirren na versão inglesa.

A nova versão é escrita por Hank Steinberg, criador de Without a Trace, e se baseia na série da BBC, um procedural que segue uma detetive que investiga vários casos espinhosos. Depois de uma longa procura, a NBC adiou o piloto para junho, já que sente que a atriz ideal ainda não foi encontrada.

Mirren ganhou dois Emmys e três Baftas por sua interpretação da detetive Jane Tennison. Realmente, uma responsabilidade e tanto substituir a mulher!

_______________________________________________________

E a Amy Sherman-Palladino deverá DIRIGIR o piloto de The Wyoming Project. UOU.

lost – 06×05 – lighthouse

Pela primeira vez nessa temporada tive a real sensação de desapontamento. Por um segundo, exatamente quando Hurley falava que eles estavam “old school”, eu vi o programa se dobrando sobre si com uma auto-referência que me pareceu um pouco condescendente. Não estou falando sobre as malditas respostas, mas me parece que gastamos 40 minutos e caminhamos muito pouco. Sinceramente, a esta altura do campeonato Cuse & Lindelof (e Jacob) precisavam fazer tudo para manter um mistério só pelo mistério? A jornada de Jack e Hurley parece um pouco esvaziada quando Jacob dá aquela olhada de “ele fez o que era esperado”.

continue lendo