multidão assiste mad men na times square: a onda do hype

Mad Men voltou para sua quarta temporada surfando em uma ONDA DE HYPE maior do que nunca. Verdade que sempre foi uma série mais falada e elogiada do que propriamente assistida – curiosamente, Gossip Girl, tão diferente, sempre sofreu com isso também. Mas se Gossip Girl ainda hoje luta para converter o buzz em audiência, Mad Men já conseguiu 5% a mais nesta premiere da quarta e está com uma audiência razoável para uma série de tv fechada (AMC).

Para promover a temporada, a AMC fez uma premiere aberta na Times Square (não por acaso a zona de NY com maior PUBLICIDADE), no que o Observer chamou de um “case of meta-product placement”. Aliás, foi este artigo que me familiarizou com o termo MADDICTS, para os fãs da série. January Jones e Elisabeth Moss compareceram ao evento e a January até comentou sobre a surrealidade que é este AMOR EM MASSA por Mad Men – multidão para ver um episódio e toda a premência pela temporada vinda de todos os cantos do mundo. Vejam:

“Nenhum de nós teria imaginado que algo nesta escala tão grande iria acontecer com este programa, e estar na Times Square com centenas de pessoas vestidas como nós*, é muito bizarro. É muito bizarro. Do jeito mais maravilhoso”.

Mad Men é um programa de qualidade tão indiscutível que sempre vai merecer todos os superlativos e longe de mim ficar de mimimi síndrome de underground (até porque a série nunca foi exatamente um underdog), mas começo a sentir, mais que nunca, certa artificialidade cercando o público da série. Não importa & não interfere em nada na série, é só um comentário. Leiam o artigo do Observer – deve ter sido uma experiência e tanto, e algo estranha mesmo, assistir o Don levar na cara n’uma cena de sexo ao lado de milhares de pessoas.

O que realmente importa é que PUBLIC RELATIONS, a premiere, foi boa pra caralho. Fique na linha que logo-logo, com todo este atraso, vou colocar na roda minha review.

* Teve uma disputa para ver quem se vestia melhor no Mad Men style. Gente de todo tipo apareceu por lá.

Anúncios

palpites emmy: atores de drama

Categoria bem difícil, com todos os candidatos serem merecedores e, mais ainda, boa parte deles com chance de levar o caneco. Nenhum resultado será injusto em agosto quando um destes cincos for reconhecido como o melhor ator da temporada – todos, até o Laurie, ao que me consta, (não acompanho), fizeram trabalhos muito bons e em alguns momentos espetaculares. Diante disso, este palpite aqui pode ser um fracasso absoluto, mas estamos aqui para isso, certo? E melhor assim do que em categorias que ficamos sentindo que ficou faltando muita gente e que a classe está mal representada. UPDATE com os episódios que os atores escolheram enviar para concorrer.

continue lendo

james tupper reforça grey’s anatomy

Mais um médico em Seattle Grace: não é que a ABC contratou o James Tupper, recém-saído da falida Mercy? Te dizer que não me parece nada sensacional – o personagem dele era o mais PLAIN BORING da cancelada série da NBC, mas Grey’s tava precisando de reforço para continuar fazendo a DANÇA DAS CADEIRAS amorosa.

Tupper será Andews Perkins, um conselheiro de traumas que virá ajudar o pessoal do hospital a se recuperar do pesadelo sangrento que foi o final da última temporada. Ele deve aparecer em AO MENOS dois episódios, segundo o Ausiello. Será que vai dar tempo de se pegar com alguém?

palpites para o emmy: série de comédia

Não podemos dizer que não houve renovação nesta categoria, mas para um ano tão bom para a comédia ainda sinto que o Emmy ficou, sim, um pouco atrás do que está acontecendo de bom. Verdade: chutaram Entourage (grata), tiveram o bom senso de ignorar a temporada horripilante de Weeds, chamaram para festa Glee e Modern Family, mas e todas as outras comédias sensacionais que estrearam? Quem em sã consciência diria que The Office teve uma temporada melhor que Community?

Verdade, as boas comédias de que sinto falta lutaram com a audiência na temporada – tanto que Party Down e Better Off Ted não resistiram e acabaram sendo degoladas. Está claro que os votantes também não vêem estas séries, mas ainda assim indicaram a Amy Poehler por Parks e ignoraram a série – e todo seu maravilhoso elenco de apoio. Coisas incompreensíveis!

continue lendo

true blood – 03×04 – 9 crimes

No quarto episódio da temporada, começo a sentir certo desconforto com “True Blood”. Ainda não é muito certo para onde tudo isso vai e temo que a série siga se espraiando para, no final, sofrer com o afunilamento exigido por uma finale (muito similar ao que aconteceu na segunda temporada). Além disso, a rigor, a série não está aquele carrossel de diversão que justificou tudo de ponta solta e forçada de barra que vimos na época da Maryann. Acho que “True Blood” se valeria de ter uns episodiozinhos a mais… Quando o bicho começa a pegar – e tradicionalmente a série demora um pouco pra pegar a cada temporada, por isso não estou muito preocupada -, já estamos infelizmente perto do fim.

continue lendo