geleia geral – bryan fuller e a hq de pushing daisies, mix the office e party down

O Bryan Fuller já está trabalhando na HQ de Pushing Daisies. A informação foi revelada por Chi McBride, em uma entrevista ao Sci Fi Wire. McBride, intérprete do detetive Emerson Cod no show, disse que “Bryan está fazendo a graphic novel. Ele me mandou algumas páginas. É realmente boa”.

Perguntado sobre como é a HQ, ele disse que é “sobre um bando de cadáveres voltando à vida. Isso é tudo que sei até agora, mas Bryan foi gentil o suficiente para compartilhar as primeiras páginas. Realmente parece bom”. McBride também disse que “Parece um pouco sombrio”, algo que Fuller não podia fazer na ABC. Ele disse que uma das histórias se chama “The Head” (A Cabeça), e que ele gostaria que eles tivessem feito essa durante a série. “É fantástica”.

A HQ seria distribuída pela DC e divida em uma minissérie de 12 revistas.

__________________________

E hoje no painel do TCA teve Starz e AMC (ohhh). Novidade de Party Down: a série volta em 23 de abril. A Jane Lynch aparece na season finale, quando irá se casar (???). E segura essa: a Megan Mullaly tá na série! Sensacional.

Falando no Rob thomas, ele jogou um balde de água fria no filme de Veronica Mars hoje. Ele disse ao The Futon Critic que o projeto não deve acontecer – mas deixou claro que gostaria de fazê-lo. “Eu escreveria se alguém financiasse. Se alguém estiver interessado em fazer o filme, eu estou disponível, Kristen está disponível. Eu amaria fazer”. No twitter, a Kristen Bell continua jogando as campanhas e tals, o pessoal realmente dedica não desiste (Neptune Rising, I Would See a Veronica Mars Movie), mas a coisa right now tá bem mortinha. Infelizmente.

_____________________________________

E o Ausiello largou em sua coluna que o Ricky Gervais estaria considerando fazer uma participação no The Office US como o David Brent, o chefe da versão UK. QUEM CURTE? Choque de mundos.

UPDATE

E a CBS anunciou a renovação de The Good Wife e NCI:LA. Nada muito surpreendente, mas ainda assim bom, né?

bryan fuller deixa heroes

começou a pipocar mais cedo no twitter a notícia de que o bryan fuller teria deixado heroes. infelizmente, a informação foi rapidamente confirmada por veículos internacionais de imprensa. ao colunista michael ausiello, daew, fuller declarou que deixou o programa da nbc para se concentrar em desenvolver novos projetos. ele negou que tivesse qualquer divergência com o criador de heroes, tim kring.

fuller retornou para heroes em dezembro, pouco depois do cancelamento de pushing daisies, sua terceira série. ele disse ao ausiello que está rascunhando dois pilotos e só nos resta torcer para que pelo menos um dê certo e veja a luz do dia! por pior que a notícia seja para heroes, bem, a vaca já foi pro brejo, né? e o fuller, quando cria algo, nunca deixa a desejar.

toda a sorte ao bryan fuller em seus projetos! PAZ

pushing daisies – 02×13 – kerplunk (serie finale)

PD(2)
acho que demorei tanto a escrever sobre o episódio final de pushing daisies porque significaria, enfim, colocar um ponto final na minha relação com a série. é difícil encarar – e acreditar – que um seriado tão bonito e bem feito tenha encontrado o fim assim, precocemente, depois de dar uma enganada (acho que até o bryan fuller achou que dessa vez ia).

não vou ser fanática e dizer que a série foi impecável – não foi. já no final da primeira temporada demostrou um cansaço, que não comprometeu, e a segunda temporada não conseguiu igualar a majestade (sim!) da estreia. cheguei até mesmo a me decepcionar um pouco com a volta abaixo da média.

mas, bom, o dia chegou. é um episódio final que, sem condescendência ou apegos emocionais, deixa muito a desejar. eu sei, todos sabemos, que a produção da série foi pega de surpresa pelo cancelamento e teve que sintetizar as coisas muito rapidamente, no que seria apenas mais um episódio da temporada – e um episódio bem bom, por sinal. essa defesa de que não precisa de um FIM tatuado na testa não quer dizer nada: veronica mars e gilmore girls tiveram finais prosaicos e, enquanto serie finale, fizeram bem melhor.

acho até que kerplunk não chega a ser ruim: ele segue normalmente, e bem, até seus cinco minutos finais, quando é feita uma súmula que indica o que acontece com os personagens (eu pessoalmente me sinto um pouco torturada com isso, porque certamente eram coisas que veríamos com vagar caso a série não tivesse sido cancelada). só que esse resumo apressadinho só deixa um gosto de quero mais e não fecha porra nenhuma. e o futuro se intrometendo aqui nem sequer me possibilita relaxar e pensar que acompanhamos um recorte na vida desses personagens (como me senti em GG e veronica mars). é um final que semeia intraquilidade. não sei o que poderia ter sido feito diferente e compreendo que todos estavam contando que teria mais e que o fuller se esfolou na sala de edição; o conhecimento do sistema de produção serve para explicar mas não anula o fato de que a obra é algo fechado que deve falar per si.

explicações e continuações em quadrinhos ou filmes serão muito bem vindos, mas também não interferem na apreciação da série. a série é um produto independente – ninguém é obrigado a acompanhar os outros produtos da franquia, que isso esteja claro, então qualquer resposta que seja dada em outra mídia também não anula o fato de que pushing daisies na tv deixou uma legião de coisas abertas.

continue lendo

entrevista do bryan fuller para sci fi wire

o bryan fuller deu uma entrevista ao SCI FI Wire sobre sua volta a heroes e as mudanças que a série enfrentará nessa reta final da terceira temporada.é bom notar que ele tem noção das merdas que aconteceram e é REFRESCANTE saber que não vão jogar a barbara na história. e como sempre, reforço, ansiosa pelo episódio da angela petrelli! you go, bryan.

P: Quando foi anunciado que você estava retornando a Heroes, muitas manchetes estamparam que você iria salvar a série. Você sentiu essa pressão? E como está sendo para você?
R: Eu não senti realmente nenhuma pressão, porque eu amo esse programa, o elenco e a equipe. Como um membro da audiência, eu podia ver as questões e porque as pessoas estavam frustradas com elas. E eu sentia que estava pulando do pêndulo quando estava de volta à elevação. Para ser honesto, eu estava totalmente “eu estarei logo aí” e eles me mandaram os episódios que completam o arco Villains. Quando eu terminei de assisti-los, eu não estava certo de que eu poderia fazer isto. Eu não reconhecia mais o programa. Havia se tornado algo totalmente diferente. Meus personagens favoritos haviam se tornadosvos menos favoritos, e houve um  segundo em que pensei que eu tinha que sair disto (o programa). Então eu comecei a ler os scripts de Fugitives e pensei que estava acompanhando novamente.  Aconteceram alguns deslizes ao longo do caminho, onde começou a ficar confuso, mas eu estava mais inspirado.

P: Voltando, o que vocÊ quer alcançar?
R: Eu realmente só queria levar tudo novamente à base dos personagens. Eu acho que os personagens foram empurrados para o lado pelo plot.  O segundo ano com o virus foi interessante, mas então ficou complicado e cheio de bla bla bla tecnológico. Com Villains, começou interessante e então se tornou sobre a formula. Quando eles começaram a falar sobre como nós somos injetados com nossos poderes e se tornou uma história para o gueto sci-fi, eu fiquei desligado. Mohinder foi de um nobre cientista para um cientista louco com um cabelo e guarda-roupa do Jeff Goldblum. CLaire se tornou estridente e “não-gostável” porque estava somente se lamentando, bitching e segurando uma arma. Eu estava preocupado de que o volante houvesse sido arremessado tão agudamente na direção errada em relação a que havíamos trabalhado na primeira temporada, que era de pessoas comuns com poderes extraordinários. Tudo de ordinário na vida deles se foi pela janela e tudo se tornou extraordinário. Essa foi minha frustração.

P: Na primeira temporada, você realmente achou as vozes de Claire e HGR, mas recentemente, em Cold Snap, Tracy Strauss pareceu ser sua nova musa, exceto pelo fato de você ter quebrado-a em pequenos fragmentos.  Esta foi a última vez que a vimos?
R: Oh, não. Houve muito debate sobre se ela dá uma piscadela, mas não, ela não dá. Ela está piscando e uma lágrima cai. Houve falta de comunicação com os efeitos visuais, você deveria ver apenas um dos olhos delas. Foi definitivamente uma piscada e uma lágrima derramando. Tracy irá voltar de um jeito grandioso mais pra frente na temporada.  Esta foi uma das coisas onde estava assim, “Ela irá voltar como Barbara agora?” EU estava pensando ” A gente pode por favor não fazer Barbara, porque esa é outra história de gueto sci-fi, estes elementos com clones. QUantas Ali Larters estão ali?”. Eu desejaria quehouvessem dezenas, prque sou fã dela, mas assistindo Ali na primeira temporada você sabe do que ela é capaz.

P: Onde você gostaria de ver Tracy ir no futuro então?
R: A jornada é sobre trazer a humanidade de Tracy de volta. O que ela aprendeu do seu encontro com Micah/Rebel causou um grande impacto nela. ELa irá seguir essa linha de pensamento na próxima temporada. Há aquela realização que ela estava alcançando com  a política pelo ângulo errado. No quarto ano, Tracy terá uma nova perspectiva que pode não ser correta, mas será mais compreensível do que antes.

P: Você pode provocar a audiência com um pouco dos episódios restantes da temporada?
R: Existem na verdade muitos trabalhos com personagens realmente engraçados acontecendo nos últimos quatro episódios, pelo que a equipe de escritores está orgulhosa.  Nós veremos Matt retaliando contra Danko de um jeito muito interessante. Nós também veremos Sylar atacar no coração da vida de HGR ede um jeito que fará com que as coisas se deslindem para ele. O episódio depois disso é essencialmente “Company Man” para Angela Petrelli, quando estaremos mostrando flashbacks de sua vida em 1961 com eventos que aconteceram na época e que realmente motivam quem ela é agora. No episódio 24, nós chegaremos ao coração da crise de identidade de Sylar, e nós entendenremos claramente qual a agenda dele, do que ele está atrás e quem são as pessoas de sua vida que causaram maior impacto. O episódio 25 é nosso grande final.

heroes – 03×20 – cold snap

a volta de bryan fuller para algo mais efetivo em heroes era muito esperada por mim – única coisa boa do final de pushing daisies era essa possibilidade  de um up na série dos heróis. a ali larter estava toda excitada, eu estava contando os dias, mas a verdade é que cold snap é muito paradão, meio tédio, cheio de coisas chatas que estão sempre aparecendo em heroes.

ok, descobrimos quem é rebel – no final das contas, se ativeram ao básico, mas se era pra fazer algo tão previsível assim, pra que tanto suspense? nunca gostei dessa storyline do rebel e achava muito pouco provável que o desfecho me agradasse, mas tudo bem. a tracy morreu – morreu? sabemos que uma das mortes é fake e, bem, eu me lembro de quando quebraram a emma frost em sua versão diamante (/x-men) e depois o fera foi lá e… COLOU. então, tipos, tudo é possível – o gelo derretendo, a tracy não conseguiria se reagrupar? cortaram logo a cena, mas fica pra nossa imaginação e pras cenas dos próximos episódios…

morte real parece mesmo ter sido a da daphne, um personagem sempre meio HUMrs. velocistas são um clássico na mutação, até me espanta que heroes tenha demorado a mostrar o seu, e ela sai de cena justificando que ela e matt, bem, nunca tiveram realmente um esteio para ter um relacionamento, né? sincronizado com isso, temos a volta do passado do matt? tipo, what the fuck? o poder do matt parkman bb é bem bobo mesmo, misturando com hiro e ando, ainda meio perdidos na série, e o próprio matt se vendo diante de questões sobre se daphne seria apenas um rebound para janice. PASSO.

o ponto mais interessante do episódio foi certamente a angela petrelli – até ai nenhuma surpresa, né. safa, digna, bem interpretada, conseguindo segurar três temporadas de mistério sem muito esforço. aguardo pelo epi do fuller SOBRE ELA, isso sim – e ele já jogou a Swoosie Kurtz como, o que, irmã da angela? antiga aliada? no aguardo.

largaram o gancho do sylar no escritório do danko, tipo cenas do próximo capítulo do último… e o pete aparecendo de supetão, do nada e pro nada, pra salvar a mãe? mas vá lá, enxugar o elenco por episódio é certamente algo que essa série está precisando… nem nathan, nem claire… vai ver é isso, se apegou muito a personagens que eu nem gosto. tracy? a única personagem da ali que eu gostava era a niki, quando não estava possuída. mas os produtores são eternos nela, né? duvido nada ressucitarem a terceira gêmea…

aaudiência continua ruim – 6.8 milhões – e, vá lá, é merecido. sei que estou fadada a acompanhar heroes até o final, mas não culpo ninguém por desistir dessa série, que anda mais irregular do que nunca. a terceira temporada CHEGOU A TER UM UP, mas depois acho que esqueceram disso… faltam ainda cinco episódios para a terceira temporada e isso, sinceramente, me parece muito pouco para ajeitar a bagunça que está a série… vamos aguardar o próximo volume, redenção.

promo de cold snap, próximo heroes

o episódio vai ao ar somente dia 23, mas é o primeiro com total pedigree bryan fuller dessa nova temporada. .. vai ser centrado na tracy e promete revelações sobre o rebel. a promo é muito boa:

Sinopse: A identidade de “Rebel” é revelada. Noah quer que Danko deixe Tracy ir para que ela o leve até “Rebel”. Hiro e Ando continuam com sua missão de proteger o novo herói.

Mais informações, da Zona Heroes:

*Tracy Strauss vai chamar toda atenção,pois assim como os episódios anteriores que foram centrados em alguns personagens(como Noah e Sylar,por exemplo),o próximo episódio será centrado na rainha do gelo!

*Bryan Fuller já tinha confirmado que nesse episódio veremos muita água congelada,parece que Tracy vai usar seus poderes de uma forma inesperada;

*Por fim conheceremos a identidade de “Rebel”;

*Veremos o ínicio de uma “espiral” de mortes;

*David H Lawrence comenta que veremos uma cena romántica que será recordada na historia da serie.

*O caminho que estamos vendo,como já foi comentado está se encaminhando para aquele futuro apocaliptico do volume 1 do episódio 20:”Five Years Gone”.Atentos para ver Ando usar seus poderes de uma forma jamais antes vista;

*Vamos conhecer mais sobre os planos de Angela Petrelli

notícias do ausiello nesta quarta (11/03)

Vamos ao Ausiello Files desta quarta-feira, com notícias sobre Balthazar Getty, Grey’s Antomy e ER!

* Há vida após Brothers & Sisters, para Balthazar Getty, que deverá ser convidado em um episódio de Medium, da NBC, dirigido e estrelado por sua amiga Patricia Arquette. Ele interpretará um magnata cuja esposa desaparece. O episódio vai ao ar mais ou menos no mesmo tempo da última aparição de Getty como um ator regular em B&S.

pós B&S
pós B&S

* Marilu Henner é o último nome anunciado para a season finale de ER, em 2 de abril (Alexis Bledel fará parte!). Ela interpreta a mãe do noivo cujo comportamento irá levar ela e sua futura nora para o hospital no grande dia do casamento.

todo mundo ali precisa!
mais uma convidada

* Amy Madigan irá repetir seu papel no Seattle Grace (ela faz a psiquiatra). Só que dessa vez a paciente não será Meredith, e sim Owen. Como o próprio Ausiello já disse, a tensão pós-traumática do militar irá alcançar um pico com ele agredindo Cristina. Bom, vamos conhecer mais do personagem, eu espero!

todos ali tão precisando! rs
todos ali tão precisando! rs

* Também volta para Grey’s o pai de Callie, interpretato por Hector Elizondo. Ele ficará chocado ao descobrir que sua filha agora está interessada por mulheres. 1rs.

surpresa, pai!
surpresa, pai!

agora as perguntas e respostas:

P: Tem alguma dica de que doença está afligindo a izzie em Grey’s Anatomy?
R: Fontes confirmaram para exclusivamente que Izzie irá descobrir no episódio dessa semana que ela tem ________ que está se expandindo para o seus _______e ________.

(KKK palhaço. mas a izzie tem câncer, né, gente? wait and see).

P: eu preciso de algo sobre o pedido de casamento Mer-Der!
R: A segunda tentativa de Der fracassa, mas a terceira vez é encantanda – Patrick Dempsey (meio que) disse isso ele mesmo para o The View ontem!

P: ok, depois de assistir a irritante Karen de Laura Prepon quase arruinar um de outra forma maravilhoso episódio de How I Met Your Mother na última segunda, eu fiquei imaginando por mais quanto tempo a teremos.
R: Talvez a gente esteja vendo shows diferentes, porque eu achei a Karen de Laura uma revolução. Mas você ficará satisfeito em saber que o arco dela chega ao fim depois de apenas mais um episódio.  (alguns reportaram ue ela estava ficando por cinco episódios, o que não poderia estar mais longe da verdade).

saudades, donna!
saudades, donna!

(acho essa série um saco, botei a questão aqui só pq ADORON a laura prepon /donna).

P: Eu preciso de furos sobre Heroes. Tem algo interessante?
R: O produtor consultor Bryan Fuller está colocando por terra os rumores de que Ali Larter quer sair do programa. “Ela não está indo a lugar algum”, ele me disse. “Eu nunca vi ninguém tão comprometido com o programa quanto Ali, e o programa é absolutamente comprometido com ela”. Fuller disse que ele agarrou a chance de escrever um episódio (o vigésimo) que se foca em Tracy (personagem de Larter). “Se você olhar para o arco Fugitives, tudo leva ao episódio 20 em um jeito sutil”, ele diz. “Há uma grande reviravolta no arco dela”. Estaria essa reviravolta ligada a uma das três grandes mortes que virão (uma das quais é falsa)? Fuller não revela, mas diz que Tracy “termina a temporada de um jeito fantástico”.

s2
s2

(olha, acho que já deixei bem claro aqui que confio plena e cegamente no bryan fuller. mas essa personagem da ali larter é UÓ e o fato de terem matado a outra pra fazer uma coisinha dessa PRA MIM não mostra comprometimento nenhum com a atriz – se eu fosse ela, EU ia querer estar pulando fora dessa cilada. mas well, se o bryan diz, vou esperar para ver… a larter chorou e chorou pro caboclo certo!)

força!
força!

P: nós já sabemos que edie vai morrer em desperate housewives. o que mais você pode nos contar?
R: O comportamento de Orson irá levar Bree a contemplar seriamente a palavra com D. Também, a saga de Dave Williams (Neal McDonough) irá tomar um rumo louco quando se tornar claro que o psicopata vem mirando o Wisterian errado!

P: Já se vão semanas desde que você nos disse algo sobre o filmde de Veronica Mars. Você pode ajudar uma fã com uma necessidade desesperada de boas notícias?

esperem sentados!
esperem sentados!

R: Progresso foi feito! “Eu expus a Joel (Silver)”, diz Rob Thomas. “Ele pareceu gostar realmente do relato. Esperando para ouvir se ele consegue The Powers That Be na Warner para ter uma chance. Se eles disserem não, estamos sem sorte, porque o estúdio tem os direitos. Não existe nenhum outro lugar onde eu possa levar (o projeto)”.

(ou seja… Joel gostou, mas, bom, é tudo ou nada com a porra da warner né? Bota mais cinco anos aí nesse filme)

P: Pela saúde dos meus olhos, por favor me diga que Ryan e Rebecca, de Brothers & Sisters, não irão se ligar.
R: Desculpa, mas eles estão se ligando (indo morar juntos; não tenho certeza se se tornará romântico). Falando de Ryan, eu ouvi que o pequeno bastardo está escondendo algo.

(ODEIO REBECCA).

P: Tem alguma informação sobre Gossip Girl/Jenny Humphrey?
R: Segundo a produtora executiva Stephanie Savage, a irmã de Dan “terá uma história a la Blair, Mean Girls, ao final da temporada, que também se ligará com a história de Rufus e Lily. E você verá que um novo andamento foi feito para Jenny Humphrey”

(tá meio sumida essa menine. espero que atrapalhe Rufus e Lily! hahaah)

back in malhação style! (s2 mean girls, btw)
back in malhação style! (s2 mean girls, btw)

P: Nós sabemos algo sobre o episódio do baile em Gossip Girl:
R: Apenas que No Doubt irá se apresentar, apenas não nesta década e não como No Doubt. “No Doubt irá tocar em nosso 80’s flashback (spinoff) no episódio”, revela Stephanie Savage.

P: Algum dia iremos conhecer o verdadeiro filho de Harry em 90210?
R: Não nesta temporada. E provavelmente não na próxima, também. Recentemente coroada como showrunner, Rebecca Rand Kirshner Sinclair diz que “havia uma superabundâcia de história centradas em adoção quando eu cheguei ao programa. E eu não sentia que nós podíamos contar a história do filho verdadeiro no calcanhar da história do filho impostor, porque as questões que ela (a história) iria trazer seria muito similar (à do impostor).  Então eu não acho que há lugar para isso este ano, mas é definitivamente algo que está aí”. Falando de 90210, eu ouvi que o novo episódio da volta é louco. E eu falo isso como uma boa coisa.

time reforçado
time reforçado

(OK. quantas temporadas essa galera acha que o programa vai ter? pra ficar guardando história pra daqui dois anos? mas entendo a moça: quem ia guentar dixon com ciumes do irmão, naomi e anne disputando o cara… TUDO DE NOVO? agora, vi a promo da volta e achei querendo fazer a gossip girl.. vamos ver. já disse que melhorar, está melhorando – parabéns à moça nova, depois que o rob thomas saiu – o que foi, o que, no PRIMEIRO MINUTO DO PRIMEIRO TEMPO – bem que estava precisando de alguém… UPDATE: o nome me era familiar, ao menos parte desse gigante nome: rebecca kirshner foi produtora de 22 epis de Gilmore Girls. tudo bem que foi já no final, e não no auge, mas fora a falta de mojo do inicio da quarta temporada NÃO EXISTE GILMORE GIRLS RUIM! ótimo upgrade, 90210)

veja também:

novidades do ausiello
90210 – promo the bad and the trusted