considerações sobre o emmy 2010

O Emmy deste ano teve uma boa dose de vencedores de primeira viagem – mas claro que as pessoas ainda se prendem aos inevitáveis vencedores repetidos. Além disso tivemos, claro, umas boas zebras, um bom número de abertura e dois fantasmas que não se materializaram: “Glee” e “Lost”. Ah, uma previsão se tornou realidade: a série mais premiada pelo Emmy na década saiu de mãos vazias. Foi, de fato, “o ano de 30 Rock perder”, como venho comentando há meses. Apesar disso, foi o que eu chamo de uma boa edição do Emmy. Perfeito nunca vai ser, mas, afinal de contas, é um prêmio e está aí para a gente perder tempo tacando pedra (digo apesar porque apesar de tudo sou uma groupie da Tina Fey).

A abertura (espero que o vídeo não caia instantaneamente)

continue lendo

creative emmys

A entrega do prêmio Creative Arts Emmy Awards foi na tarde deste sábado (21) fazendo conhecer os vencedores das categorias técnicas ou mais coadjuvantes, que não têm vez na entrega do Emmy no próximo domingo.

O destaque foi mesmo a vitória de Betty White como atriz convidada em comédia, se tornando a vencedora mais velha (88 anos) da história da premiação – e ainda derrotando gente do naipe de Jane Lynch, Christine Baranski e Kristin Chenoweth. O vencedor nesta mesma categoria entre os homens foi, barbada, o John Lithgow – ao decidir entrar aqui e não em coadjuvante ele meio que se conquistou automaticamente o Emmy.

“Mad Men” e “Modern Family”, vencedores de melhor elenco – drama e comédia – saem na frente na disputa para o domingo. Com pinta de favoritos, como imaginava-se, duas produções da HBO: “The Pacific” e “Temple Gradin”.

Confira os vencedores (em negrito):
continue lendo

palpites emmy: ator coadjuvante de drama

Uma das minhas categorias preferidas e em que absolutamente todos me parecem merecedores e no timing correto. Muito bacana ver Men of a Certain Age ter ALGUMA indicação (a única), Damages sempre conseguindo emplacar vários atores, a dupla imbatível de Lost que seguiu sendo uma das melhores coisas da série independente de tudo o mais e, é claro, Aaron Paul, que de surpresa passou para uma grata realidade em Breaking Bad, e o Jon Slattery (melhor one-liner da TV? Acho que sim).

Da grata perspectiva de alguém que vai ficar feliz no matter what nessa categoria, eis os meus pitacos.

continue lendo

palpites emmy: atrizes de drama

Mais uma categoria bastante competitiva: uma veterena acostumada a levar, uma novata que está levando tudo, duas indicadas standards que sempre têm chances e duas novatas que, pelo jeito, vão ter que considerar a indicação em si como um prêmio. Tá legal – trocaram uma atriz de Mad Men por outra, e chutaram Holly Hunter e Sally Field por Julianna Margulies e CONNIE BRITTON. Melhor impossível. QUER DIZER: deixaram a Katey Segal a ver navios, né – bem o que aconteceu com Sons of Anarchy por inteiro.

continue lendo

palpites emmy: atores de drama

Categoria bem difícil, com todos os candidatos serem merecedores e, mais ainda, boa parte deles com chance de levar o caneco. Nenhum resultado será injusto em agosto quando um destes cincos for reconhecido como o melhor ator da temporada – todos, até o Laurie, ao que me consta, (não acompanho), fizeram trabalhos muito bons e em alguns momentos espetaculares. Diante disso, este palpite aqui pode ser um fracasso absoluto, mas estamos aqui para isso, certo? E melhor assim do que em categorias que ficamos sentindo que ficou faltando muita gente e que a classe está mal representada. UPDATE com os episódios que os atores escolheram enviar para concorrer.

continue lendo

palpites para o emmy: série de comédia

Não podemos dizer que não houve renovação nesta categoria, mas para um ano tão bom para a comédia ainda sinto que o Emmy ficou, sim, um pouco atrás do que está acontecendo de bom. Verdade: chutaram Entourage (grata), tiveram o bom senso de ignorar a temporada horripilante de Weeds, chamaram para festa Glee e Modern Family, mas e todas as outras comédias sensacionais que estrearam? Quem em sã consciência diria que The Office teve uma temporada melhor que Community?

Verdade, as boas comédias de que sinto falta lutaram com a audiência na temporada – tanto que Party Down e Better Off Ted não resistiram e acabaram sendo degoladas. Está claro que os votantes também não vêem estas séries, mas ainda assim indicaram a Amy Poehler por Parks e ignoraram a série – e todo seu maravilhoso elenco de apoio. Coisas incompreensíveis!

continue lendo

palpites para o emmy: série de drama

Bom, as tão aguardadas indicações sairam e agora é só lutar contra a ansiedade & o tempo até 29 de agosto, quando conheceremos os vencedores do Emmy 2010. É só um prêmio e, claro, muito falho, mas de qualquer modo é o prêmio mais importante da televisão. Resolvi começar a palpitar nas principais categorias e vou começar logo pelo que é considerado o prêmio mais importante de todos: melhor drama.

continue lendo