harper's island – promo do oitavo episódio

oba! pela promo do oitavo episódio, harper’s island promete entrar na era da paranóia, da consciência aguda da perseguição e, enfim, do pânico! a maddison não morreu – ainda -, mas vai ser usada como arma para chantagem pelo (s) assassino (s)… o sully tem um ponto, totalmente ditado pela covardia, é claro: a vida dela vale mais do que a de todos? mas duvido que esse banana não tente fugir. sabia que iam ter que inventar algo para a galera não sair da ilha, já que oferta de barco é o que não falta! fwhooopt será exibido nos eua no sábado, sem hiatus.

harper’s island – 01×07 – thrack, splack, sizzle

snapshot20090601092300
mais um episódio moroso no caminhar das coisas em harper’s island – mas dessa vez sob um bom pretexto, que é nos mostrar um pouco os acontecimentos de sete anos atrás, quando wakefield agiu e matou várias pessoas. o uso de flashback acontece pela primeira vez na série, embora o tempo inteiro vejamos alusões ao passado sendo feitas por diversos personagens (além dos locais, as famílias mills. dunn e wellington têm uma ligação antiga, também com relação á ilha).

continue lendo

promo do sétimo episódio de harper's island

o sétimo episódio de harper’s island, thrack, splack, sizzle, deve ser transmitido nos eua neste sábado (acredito que ainda vai ao ar na quinta, no canadá). na semana seguinte, é a vez de fwhoopt, mostrando que a série volta à normalidade – o sexto episódio foi exibido depois de uma longa pausa. vejam a promo do episódio:

opa! finalmente vão descobrir a armação do malcolm? finalmente vão desencatar abby e o sumidinho do jimmy? novamente teremos jd vs henry (tao adiando eterno a morte do jd, sempre acho que vai ser ele). e o ex-ajudante do xerife virá à luz?

harper's island – 01×06 – sploosh

Harpers_Island5

depois do quinto episódio, que expõe as mortes na ilha, esperava que sploosh fosse um pouco mais ligado na adrenalina, mas ainda que as reações sejam rápidas não acontece muita ação nesse episódio – e acho que estão sendo econômicos com as mortes. outra tática que continua é a de fazer com que estas sejam sangrentas porém silenciosas e de sumirem com os corpos – e sempre no final do episódio, pretensamente para aumentar o suspense. acho que podiam sair um pouco desse script…

continue lendo

harper's island – 01×05 – thwack

o quinto episódio de harper’s island, que vem sofrendo com alteração de programação, baixa audiência e até ameaça de falta de exibição nos eua, tem uma vantagem sobre os demais: finalmente traz às claras o fato de que há algo de errado no reino da dinamarca que é este “casamento dos sonhos” e que estão havendo mortes.  o sumiço contínuo dos amigos e parentes, com todas as desculpas lame all the time, pode não ter feito o alarme disparar na cabeça de ninguém, mas agora todos os convidados (e os noivos, btw) presenciam uma morte e o xerife descobre um cadáver, depois de ver umas “brincadeiras” bem doentias…

o episódio começa com henry sugerindo a trish, que diz estar muito cansada, que tire a manha de descanso e deixe os cuidados com a cerimônia nas mãos dele. ela concorda, diante da insistência dele e de seu pai, thomas, que se oferece para passear com ela. os dois vão pedalar no bosque (that’s right!), comentam sobre como não passam muito tempo sozinhos e aí trish vê gigi, a cadelinha de lucy (“achei que lucy tivesse indo embora”, diz thomas e a filha diz que ela foi KKK finalmente mencionaram a moça, que morreu há dois episódios).

de repente eles são pegos n’uma armadilha – de alta produção, aliás: trish empurra um fio que acaba alavancando uma pedra enorme, que bate na bicicleta dela, joga por cima da do pai e eles caem, escapando por pouco de uma tora de madeira que vinha logo depois. atordoados com o acontecido, os dois se vêem perdidos – o celular de trish destruído. a noiva ainda está com o pé torcido e tem dificuldades para caminhar. e para onde ela e o pai vão caminhando? PRO MEIO DA MATA, passando sem ver por uma placa de “não ultrapasse”.

apesar de estar machucada e perdida na mata, trish tá de boa (afinal ninguém aidna se preocupou com tudo de estranho que vem acontecendo, né?) e tem até tempo para ficar se preocupando com o tadinho do noivo, que não entende de nada e está cuidando de coisas como guardanapos, flores, toalhas… isso leva ao ponto de pauta HENRY DUNN. thomas diz que gosta dele, apenas não confia no futuro genro, e que ele tem institos para essas coisas. diante disso, trish acaba não resistindo e pergunta como ele casou com katherine se tem tanto instintos (“achei que já tinhamos superado isso”, ele diz, dando a idéia de que as filhas devem ter resistido à madrasta muito mais nova que o pai) e acaba revelando que ela o trai com richard, o genro.

enquanto eles conversam, vemos um homem soltar um cachorro alemão encima deles – o interessante é que a fuga dos dois interrompe thomas, que ia aparentemente revelar algo sobre katherine. eles se escondem num nem sei o que, de onde thomas sai com uma garrafa e consegue matar o cão.

depois, o que eles fazem? saem da meta como se estivesse brilhando um EXIT em vermelho, com uma setinha apontando o lugar, sem maiores problemas. thomas apenas pede que trish não mencione o affair da esposa e do genro com ninguém, nem mesmo shea, e diz para resolverem isso em seattle. ela concorda. os dois chegam, são recebidos DE CARA (tipo na saída da mata) por um preocupado henry, mas ninguém pensa em dar uma ligadinha pro xerife. tipo, tudo normal. se separam para se preparar pro ensaio de casamento.

na mata, vemos o cara que soltou o cachorro nos dois alisando o cadáver (ele também está com gigi). pensei que podia ser o tao falado wakefield, mas pelo que rola no harper’s globe deve ser o ajudante do xerife que teve o rosto queimado pelo assassino – vemos que metade de sua face é deformada.

daddy issues, as always

num outro arco com um desenvolvimento bizarro, abby fica surpresa ao descobrir que seu pai e jimmy são meio amigos hoje em dia – e descobre isso ao abrir a porta da casa de jimmy e dar de cara com o pai. os dois ficam meio constrangidos, especialmente porque jimmy chega de toalha depois, abby começa a balbuciar um “não é o que parece”, quando nota que os dois são meio íntimos e iam fazer algo juntos.

os três vão tomar café e conversam sobre o tempo passado, quando o xerife foi chamado por thomas wellington para dar fim a uma festa em seu barco.  segundo jimmy, trish havia autorizado a festa e diz que thomas ficou bravo mesmo assim. “ele odiava o henry por estar saindo com a trish. do mesmo jeito que você me odiava opr estar saindo com a abby”. o xerife nega que o odiasse e depois assume: “talvez um pouquinho”. no meio da conversa, o pai convida à filha a ir até sua ex-casa, olhar umas coisas que eram dela e da mãe, ver se queria algo.  abby diz que vai, se der tempo.

depois, ela acaba decidindo ir. o xerife está na igreja, com henry, e ela entra na casa pegando a chave, que fica escondida debaixo de um vaso. ela fica vendo seu ex-quarto, fotos e por um motivo qualquer decide ir ao sótão.  lá, se assusta ao encontrar coisas sobre wakefield e outros assassinos em série, além de mortes na ilha pós o caso de wakefield, mostrando que também o xerife se pergunta sobre se o serial killer realmente se foi. de repente, ela ouve o pai chegando e desce correndo – ele pede desculpas “pelo que aconteceu antes de você ir embora, pelo que eu disse”, e fica a curiosidade. abby devia fazer a linha creep também e ter assustado o pai, como ela mesma salientou para a finada kelly.

ela sai de lá e vai desabafar com jimmy, dizendo que o pai age como se ainda procurasse wakefield. o pescador diz que esse pode ser o modo dele lidar com a dor da perda, mas abby diz que tem mais coisa nesse angu (é sábio isso, brasil, ir correndo CONTAR TUDO pro jimmy? NOT).

but i’m a creep

o episódio da semana junta também os dois personagens que são os mais esquisitos da série, jd e maddie (o primeiro daquela maneira óbvia, tatuada na testa, e ela por ser a “criança sensitiva”).  ela o aborda dizendo que ele “vai se meter em problemas”, jd fica naquele papo de ninguém me nota, quem sabe assim… e no final das contas se tratava somente de jogar bombinhas de cima do hotel. henry, que está atarefado com as coisas do casamento, vê.

a garota fica toda animada com a brincadeira, que é afinal de contas inofensiva. ela vai até o quarto de jd depois para conversar e ele corta, dizendo que está ocupado. maddie faz um muxoxo e diz que os adultos sempre dizem isso, mesmo não estando fazendo nada. ela então pergunta:

– como você não vai ao casamento? – achei que ela ia ter uma visão creep dele morto, aliás tive certeza por boa parte do episódio que o jd ia dançar nesse, mas ele responde que henry pediu mas ele não quis ir (isso é muito brinks, VIM AQUI NA ILHA MAS NAO VOU À CERIMONIA? foi algo que ele decidiu há pouco tempo e maddie pressintiu? se foi isso, porque ele não se assustou com a pergunta? enfim, não faz muito sentido para mim).
– só porque você é parente de alguém não significa que goste dele – diz jd, e a menina concorda, citando o pai e o avô, mostrando que sabe que tem coelho nesse mato.

amizade, dinheiro e tudo mais

malcolm tem um pesadelo com booth e acorda assustado. ele vê sinal de gente no quarto que dividia com o amigo, percebe que o chuveiro está ligado e vai andando lentamente… n’um suspense que desemboca em nada: não tem ninguém no banheiro, nem um corpinho, como esperei. de repente ele é surpreendido por um dos amigos, o negão (sorry, é muito difícil guardar o nme de todos), que diz que a porta estava aberta e pergunta de booth. malcolm diz que não viu o roomate, enquanto empurra para debaixo da cama a sacola de dinheiro.

malcolm aproveita a preocupação do amigo, logo extendida também a sully, para insinuar que algo pode ter acontecido com booth, que alguém pode tê-lo visto com o dinheiro, e incentiva uma busca – cada um para um lado.

ele mesmo vai até o lugar onde enterrou booth e fica pedindo desculpas ao amigo, prometendo ajudar a mãe do falecido, dizendo que não pode falar do que aconteceu com ele para ninguém, ou os amigos iam achar que malcolm tinha matado booth pelo dinheiro.

depois eles se reunem e sully sugere que booth tenha fugido com o dinheiro. malcolm faz o indignado, mas o amigo diz que essa possibilidade é melhor do que a de alguém ter matado booth para ficar com a sacola. malcolm rechaça a idéia de relatarem o sumiço para o xerife e diz que o melhor é sustentarem que booth voltou para seattle, por algum motivo randômico, e não contarem nem a henry, para não “estressá-lo” antes da cerimônia. os outros dois acabam concordando em manter as aparências.

henry, o noivo

maggie, a hoteleira que está organizando o casamento, diz a henry que o padre sumiu, o que atrapalha os planos do ensaio e tudo mais, e ele diz que vai à igreja procurá-lo (o padre também morreu um tempinho atrás; não tem missa ou ninguém dá pela falta do religioso? pqp).

henry acaba chamando o xerife, que vai investigar o desaparecimento suspeito do reverendo – e também ajuda henry a limpar o altar, onde estavam os restos mortais do que se revela ser um animal. henry conta ao xerife que esse tipo de “brincadeira” já aconteceu antes, quando shane colocou uma cabeça de veado em sua banheira. aí o xerife diz que não pode ter sido shane agora, porque ele ainda está preso e deve ficar atrás das grades até depois do casamento (“considere um presente de casamento da minha parte” AHAM, vai ser a salvação pro shane, isso sim). depois, o xerife agradece a henry por se casar na ilha e dar oportunidade dele rever sua filha.

depois ele volta para casa, nota suas coisas remexidas quando abby sai… mas é interrompido por uma ligação, avisando que encontraram o aparelho auditivo do reverendo jogado na mata. ele vai para o local.

enquanto está na igreja, henry acha uma bombinha igual às que jd e maggie jogaram no hotel e fica desconfiado de que tenha sido o irmão o responsável por deixar os restos no altar. de volta ao hotel, ele procura shea, que diz que nao viu jd, e pede para falar com maddie. primeiro, ele pede desculpas por ela não ter com quem brincar (“eu tenho um amigo”, diz a garota. “jd?” “bem, eu tenho vários amigos”, SAI CREEP). henry pergunta se ela foi na igreja com o irmão e a menina nega. ele então pergunta por jd e a cena corta – sinceramente, achei que nosso querido anti-herói estava MORTO, mas ele está só tilauti no seu quarto.

henry já chega falando indignado com o irmão, dizendo “we are done”, acusando-o de atrapalhar o casamento, dizendo que não quer vê-lo novamente, que “recebeu sua mensagem”. jd dá uma risada de canto de boca e diz que tem outra surpresa pro irmão e que essa ele vai gostar. e corta assim, abruptamente.

ensaio de casamento

katherine entra na igreja com thomas, falando como tudo aquilo faz nascer nela uma vontade de que eles tivessem feito um “grande casamento”. o marido olha meio HUMrs para ela e não responde.

sully procura henry e diz que quer deixar claro que nunca fez sexo com trish (kkk). “quando vocês tinham terminado… eu tentei… algumas vezes. e ela me rejeitou”. henry diz que a noiva já tinha dito a ele – e ainda assim esse é seu bestman, né? haha.

na ausência do reverendo, maggie irá comandar o ensaio. voltamos no final ao recurso preferido por harper’s island: cenas paralelas. enquanto na igreja temos o ensaio de casamento, vemos também o xerife puxar uma linha de pescar que achou seguindo a trilha do aparelho auditivo do padre e dá n’um lago, querendo ver o que está preso ali…

maggie lê o nome de todas as pessoas e nota as ausencias (“lucy estará aqui amanhã”, AHAM, chloe e cal “sumiram o dia todo”, booth “teve que voltar ao continente”). vemos maddison entrando na igreja, o momento reservado para a LEITURA de abby (corrão e simatem kk).

o desfecho vem primeiro pro xerife: ele encontra os restos do reverendo (está esquartejado, mas acho que é um corpo só) e imediatamente liga para abby. acho que ele juntou o acontecimento estranho dos restos animais no altar, o sumiço do reverendo, viu que o casamento tem algo de estranho e quis ligar pro ensaio na hora. mas abby estava na igreja e ficou constrangida de atender o telefone. em seguida, maggie pede que alguém apaga a luz, e lá vai ela. assim que ela aperta o interruptor, um objeto cortante cai – bem NO MEIO da cabeça de thomas, todos gritam e FIM. nem mesmo o vemos cair morto – a cena corta com ele olhando para o alto na hora H, mas fiac bem claro que ele morreu.


agora, ficam as dúvidas: o lugar ta obviamente creep, o pai e sogrão acabou de morrer, porque essa gente não pega a primeira balsa e se manda? ou vai baixar o caso dos dez negrinhos mesmo e ai vão descobrir que estão “sem transporte” ou qualquer coisa assim, porque fica mais difícil (no livro da agatha christie era uma ilha particular, por natureza mais isolada, nem sequer tinha nativos, como na harper).

outra: foi o jd quem armou isso para cair? parece que sim, né, ele fala que tem mais uma surpresa e ainda acrescenta maliciosamente que o irmão iria gostar… mas para acertar BEM NO THOMAS parece meio incerto, né. tudo bem que era ensaio de casamento, ele pode ter pensado mais ou menos onde cada um estaria, mas estavam todos muito próximos… quando o troço caiu pensei por um segundo EM QUEM PEGA (so´abby estava distante, afinal) e finalmente foi no thomas – para sorte de katherine, que fica viuva rica kkk.

n’uma enquete feita pelo blog zap, a votação mostra que henry e jimmy são as apostas preferidas para assassino, atrás somente da opção “duas pessoas trabalhando juntas”. acho que as coisas que estão acontecendo tem diferentes autores – não acredito agora que jd seja o assassino, embora ele deva ter feito algumas das coisas “estranhas” que aconteceram, necessariamente. e essas armadilhas da selva, algumas podem ter sido feitas pelo cara que vive lá escondido, mas também não acredito que ele culpado.

todos estão indo nos bonzinhos, claro. henry é o noivo perfeito que já revelou ser descontrolado e até ter um ar de PSICOPATIA às vezes… e jimmy também é uma aposta nesse sentido, fora que o reverendo foi lançado n’uma linha de pescador…

o sexto espisódio está ameaçado de não ser exibido pela cbs – a audiência tá baixa e é fácil ver porque, a série é MUITO mambembe. mas são só 13 episódios, é uma proposta fácil e curta, acho que por isso estou disposta a seguir adiante. agora você quer saber o que aconteceu, quem está matando, porque… segundo o tvcountdown, o episódio fwhoopt deve ir ao ar em onze dias (e o que são esses títulos? RS). e nós sempre teremos o canadá, né?

promo harper's island – 01×05 – thwack

Não diz muita coisa, né? Já disse que no pick a victim escolhi a Katherine, dunno why. Pick a killer é mais dificil… Jimmy ou Henry nas cabeças so far. Nos foruns, todos acham que Shane vai morrer – pra que isto. So´fico mais puta se for tipo Nikki, ainda tem muitos ninguéns pra matar da própria festa! Matem alguém!

harper's island – 01×04 – bang

as atividades de hoje para o grande casamento em harper’s island são o chá de panela e a despedida de solteiro (os homens sempr ficam com a melhor parte, né?).

shea tá organizando o chá de panela e vai até a casa de uma mulher que joga tarot, que vai ser a “diversão” da festinha. ela leva algumas informações sobre as mulheres que vão participar, coisa e tal. a creep da maddie fica mexendo nas cartas e karina, a sensitiva, diz que ela tem um “espírito forte”. a menina diz que sabe de coisas sobre pessoas e a mãe e a mulher ficam lá encarando-a, n’uma das muitas cenas sem final, soltas, que essa série tem. antes disso, shea tinha dado à irmã um jogo de chá que era da mãe. trish fica emocionada, mas uma peça se quebra diante de maddison, que nega que tenha sido ela.

quando ela vê a lista, sozinha, seu nariz sangra e a gota cai no nome de abby. a guria sai com a carta da morte (tudo para tatuar CREEP né).

o amigo gordinho de henry, malcolm, tenta convencer thomas a participar de seu negócio, uma cervejaria, com um investimento de r$ 100 mil, mas o sr. wellington diz que aquela não é muito a dele.

abby encontra com jimmy na cidade – e pra mim, quatro episódios, já deu desse flerte de me magoou, move on, não foi por voce. ele deixa que ela dirija sua caminhonete e ela detecta vários problemas nela.

jimmy pergunta sobre a vida dela em LA, ela diz que lá a noite é um agito, coisa e tal. ele fala que tem que encontrar julia – só pra julia ser uma senhora idosa que ele tenta consertar o carro e promete uma carona. abby diz que vai a pé e admite que leva uma vida solitária em LA.

abby vai até o harper’s globe pegar um artigo sobre um peixe que henry pegou quandoe ra criança. é interessante porque aparece robin, do viral que eles fazem na internet e mencionei na outra review. enquanto robin vai pegar o material que ela pediu, abby nota várias coisas sobre wakefield no balcão e é informada de que algu´m pediu “tudo” que tinham sobre ele mas nunca foi pegar. abby sai pertubada e sob o olhar de robin, para ser quase atropelada pela sensitiva karina – e seu scrapbook para henry cai na poça. LAME.

os rapazes saem para pescar, programa preferido de henry, e no meio do mar encontram o barco com hunter morto (não dá pra ver que é ele). malcolm fica louco quando vê a mala com o dinheiro e já pula no bote (bota a mão na arma e tudo, é brinks).  henry é contra levar o dinheiro, mas malcolm atira no barco, que começa a afundar, e ai eles levam a mala consigo.

eles voltam e cal os aborda, dizendo que adora pescar. ele sugere que queria participar da limpeza dos peixes também, mas é deixado de fora – porque vão direto conversar sobre a mala de dinheiro. hnery quer devolver o dinheiro mas booth, o outro que faz o ético, acha que isso os implicaria – porque PEGARAM a grana e AFUNDARAM o barco. malcolm pede desculpas a henry mas não quer se livar dos r$ 50 mil. “esse dinheiro que achamos é minha única chance”. henry decide deixar o assunto para depois, pois quer se divertir em sua despedida de solteiro. todos concordam com alívio.

enquanto maddie brinca de cartas com thomas, trish diz que precisa achar katherine. a criança diz que a viu perto da piscina e a noiva vai lá. ela vê, tipo num porão, katherine amarrada. fica chocada e seu primeiro impulso é ajudá-la, até que surge richard e ela percebe que os dois têm um caso. quando henry volta ao hotel, trish conta para ele do que viu – em pânico.

a madrasta por sinal que “mostrar seu amor” e dá de presente “uniformes” para todos – uns casaquinhso com os nomes dos noivos, rosa para as mulheres e azul para os homens. trish não veste o dela. a hoteleira as chama e veem que quebraram todo o jogo de chá. katherine diz que vai comprar um novo mas trish fiac histérica e diz que aquele era da mãe dela. na mesma hora, shea pergunta de maddison e abby se prontifica a ir atrás da garota. maddison diz que não vai ser dama de honra e abby pergunta quem disse isso a ela e ela responde que foram “os espíritos”. largam a cena ai, só pra assustar abby, não tem confronto sobre a louça nem nada.

despedida de solteiro

no bar, os rapazes ficam discutindo o que fariam com o dinheiro, caso ficassem com ele. ai chegam uns caras tipo armário, cara de cilada, e todos ficam com medo.booth sai de lá e diz que são os “traficantes” atrás da grana. henry diz a malcolm que eles devem esconder o dinheiro n’um lugar seguro e depois pensar em como devolver. eles tiram no palitinho quem vai esconder a grana – e é justo ao medroso booth que cabe a tarefa.

booth vai pro bosque para esconder o dinheiro. malcolm o segue e o assusta – booth chega a mira-lo com a arma da sacola. “você me assustou”. nervoso, ele larga a arma, que acaba disparando. primeiro, malcolm acha que foi atingido, mas depois vê sangue em booth (“mas devia doer. doeria, ne?”, diz o atingido). o gordinho diz que deve ter sido superficial, mas de repente booth ja ta tendo uma hemorragia (algo teve nessa história…). malcolm quer ir buscar ajuda mas o amigo pede que ele nao saia – e booth morre ali.

no bar, henry vai a richard e diz que trish o viu com a madrasta. o cara fica cool, diz que henry se quiser que conte para thomas – na real henry só está com medo que isso estrague seu casamento, porque trish está nervosa e não sabe se conta para shea.

os fortões procuram por sully, que diz que ele é henry. “vocês estão com o dinheiro?” – eles ficam se cagando, mas são os seguranças da stripper, que por sinal é alguém que henry conhece desde os 10 anos, o que o deixa mais pertubado que excitado.

cal fica falando de chloe para a stripper – que fica atraida por seu sotaque e como sempre indigna sully. malcolm chega na festa, henry pergunta se ele viu booth e ele nega, diz que estava cochilando.

malcolm pegou o dinheiro, claro ele está choroso por booth, com o cu piscando, mas tá quebrado e precisa da grana. ele esconde no seuq uarto.

do lado das garotas

karina prevê para trish traição de aguém que ama (“não meu henry”). quem fala o nome do noivo tem que beber, e ela bebe alegremente. já meio alta, trish diz que a traição vai ser de uma mulher – pensando em katherine, certamente -, mas karina diz que não e que o traidor será também seu salvador.

depois, karina vai ler a sorte de uma relutante abby, que entrega um colar que era de sua mãe para ela. ao tocar no objeto, ela fica totalmente nervosa e assustada, diz que tem que ir embora e pica a mula. todos ficam comentando que não “acreditam nisso mesmo” e coisa e tal.

karina vai atrás de abby depois e diz: “ele não vai parar. ele quer você morta. você tem que ir embora”. nervosa, abby vai bater na porta de jimmy atrás de um abraço KKK.

no final, trish chega no hotel e vê a boneca inflável que sully comprou boiando na piscina. ela vai pescá-la e acaba caindo na água. de repente, alguém aciona o “fechador” da piscina. trish se desespera e começa a bater no pano, mas meio que desfalece. eu imaginei que não iam matar a noiva – mas depois pensei, que ótimo jeito de perceber que tão rolando mortes e sumiços aqui, porque a PORRA DA NOIVA alguém ia notar, né. mas antes que o troço automático feche completamente, vemos um homem mergulhar e salvá-la – e é claro que é o traidor, richard. mas, suspeitamente, henry chega ali rapidinho e pergunta o que aconteceu. richard diz que não sabe, mas “que bom que ele estava ali” e fica encarando os dois.

saldo: só dançou o booth, meio casualmente. e quando vão perceber que estão rolando mortes sistemáticas? chega de esconder os corpos!!