the vampire diaries – 1×17 – let the right one in

Um episódio um pouco confuso, provavelmente por lidar com tantos assuntos e personagens ao mesmo tempo, mas ainda assim traz dois pontos vitais para a história: o primeiro, claro, é a recaída de Stefan para uma dieta de sangue humano e a descoberta do corpo de Vicky, que traz a tona para a cidade que ela foi morta. Claro, a primeira é muito mais fundamental e tals, mas a segunda também vai dar uns belos empurrões na história, imagino.

A decisão de Stefan de parar de se alimentar de sangue de humanos é o que acaba colocando-o em uma situação de perigo. Certo que ele foi atacado por vários vampiros, mas imediatamente antes de sair para se alimentar – de esquilos, como zomba Damien – ele deixa claro que está enfraquecido e essa é a realidade dele: sua dieta o deixa mais fraco que os outros vampiros. Ele é uma presa mais fácil para os vampiros badass que chegaram por ali do que Damian, por exemplo.

Isso tudo é vital porque depois de finalmente ser resgatado pela namorada e pelo irmão ele está absolutamente fraco, precisa ser amparado e não pode oferecer resistência quando ele e Elena são atacados por um outro vampiro durante a fuga. A decisão de Elena de oferecer seu sangue a ele, que surge quando vê seu sangue saindo de um machucado, é intensa e íntima. Ela sabe que é grande coisa – e ele sabe também e tenta recusar, mas acaba caindo na tentação. E também né, ali representava a própria sobrevivência para ela.

A decisão tem impacto nos dois. Elena parece sentir depois que foi uma barreira ultrapassada e está algo formal. E o próprio Stefan sente o peso do que aconteceu e o gosto do sangue, depois de tanto tempo, cobra seu preço: Damian volta para casa para encontrar o irmão se fartando no sangue que ele deixa guardado para sua própria alimentação. Stefan está com um ar derrotado, triste, e Damian também parece abalado, como se tivesse encontrado o irmão diante de uma recaída para as drogas. É claro que ele não vê problemas em beber sangue humano – ele quebra o pescoço da dona da casa onde estão os vampiros e diz a Alaric que não liga para humanos, só pra reforçar – mas parece perceber que isso representa meio que o fundo do poço pro irmão.

No mais, Caroline acaba encontrando o corpo de Vicky meio por acaso. Tempo ruim, estrada fechada, fica perdida, sai, escorrega… Todo mundo sempre pareceu achar que Vicky estava agindo inconsequentemente em algum outro lugar, livin la vida loca. O irmão achava, a mãe achava, até Jeremy imaginava que ela estava sendo VAMPIRA alhures, e agora todos têm que lidar com o fato de que ela está morta. Para Jeremy, isso representa reorganizar o que ele imaginava ter acontecido com Vicky – e o que os vampiros poderiam até a ver com isso – e se afastar um pouco de Anna. A situação também permite que mais uma vez Caroline perceba que Elena ainda é uma presença muito forte na vida de Matt – enquanto ele se fecha para ela durante seu luto, encontra consolo com a ex-namorada. Bummer.

O episódio ainda mostra Pearl já mexendo os pauzinhos para voltar a ter influência na cidade (“Vamos ter nossa cidade de volta”, ela diz ao vampiro-badass)e uma parceria inusitada entre Alaric e Damon (quem diria!). Por fim, malandrinhos “roubando” o título do maravilhoso filme/livro sueco, ein.

The Vampire Diaries
CW
Primeira temporada
Episódio dezessete
História por Brian Young
Teleplay por Julie Plec
Dirigido por Dennis Smith

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s