fringe – 02×18 – white tulip

Bonito episódio, ainda que eu sinta que não tenha gostado tanto quanto as outras pessoas. É o episódio de Fringe que mostra a banalidade (e o trabalho de Sísifo) de se tentar mudar o passado. Por mais que você tente, que será, será. O fato de usarem um cientista apaixonado para mostrarem isso só deixa a história algo mais batida – mesmo assim, o diálogo de Walter com o dr. Alistair Peck é muito bom e coloca sentimento e peso nessas terríveis decisões que tomamos achando que estamos fazendo o melhor. Que este cara consiga ainda proporcionar alívio a Walter, de maneira tocante, é sensacional.

Walter passa o episódio todo ainda lutando com o peso de sua decisão de “roubar” o Peter da outra dimensão. Desde que foi confrontado por Olivia – e mesmo com o eventual “pode ir” desta – o cientista está passando novamente por toda a crise de consciência que já deve ter tido algumas vezes. Seu senso moral diz que ele deve revelar a verdade ao filho, mas a ideia de que Peter possa odiá-lo, virar-lhe as costas, é intolerável demais para que ele siga adiante com o plano.

Enquanto Walter tem suas disputas internas acontecendo, a divisão Fringe é chamada para investigar um estranho incidente: um trem de metrô em que todos estão mortos, ainda que sem razão aparente. É um bom episódio da semana, mas que acaba refletindo tudo pelo que Walter vem passando. O dr. Peck, afinal, é um professor universitário e pesquisador, como Walter, e acabou fazendo uma descoberta de como pode RETORNAR no tempo. As motivações dele – salvar a mulher que amava de morrer – lembram obviamente a de Walter – que cruzou uma dimensão por seu filho. Eles têm poder e usam a ciência para buscar conforto, mas Walter adverte Peck de que o peso das ações – e a culpa e a sensação de ter feito algo errado – é aterrador.

Vamos percebendo aos poucos que Peck está voltando – assim como os investigadores, que lutam contra o tempo, em um sentido mais literal do que de costume. Ele está testando, buscando voltar para o momento exato em que pode salvar sua noiva, e enquanto isso vai fazendo vítimas – ainda que MOMENTÂNEAS, como ele explica (elas ficam tipo SEM ENERGIA VITAL quando ele chega, mas quando ele volta novamente no tempo é como se “resetasse” tudo isso).

Uma hora Walter consegue chegar até ele, ouve sua história, compartilha sua angústia, no que é o momento ápice (ou quase) do episódio. Walter diz que até hoje espera o perdão de Deus pelo que fez, pedindo que o sinal seja na forma de uma raríssima tulipa branca. Peck é mais cético – a ciência é Deus, ele diz, não crendo que se sentirá culpado por mudar o propósito das coisas. Quando o FBI chega para prender Peck, ele volta mais uma vez no tempo, para desespero de Walter, que sabe que esquecerá tudo.

E aí Peck encontra a noiva e diz que a ama, e entra no carro para evitar que ela vá bater – mas vem um carro e bate neles, matando os dois. É uma cena forte – e MUDA, para arrematar. Depois vemos a professora amiga de Peck – que já havia falado com Olivia e Peter na MAIN STORYLINE – se batendo com uma carta que Peck deixou para ela enviar – para Walter. Não se trata de suas pesquisas revolucionárias – que nesse continuum do tempo Walter sequer tem conhecimento de que existem – e sim de uma tulipa branca… Que para Walter parece vinda do nada, magicamente… Uma tulipa branca de papel, chegando pelo correio, um milagre inequívoco – e um milagre da ciência.

A hora da verdade é inevitável – aqui Walter queima a carta de confissão para Peter. O rapaz está desconfiado. O pai está estranho, Olivia diz que não sabe de nada mas evita encará-lo, uma hora as peças vão cair nos seus lugares – e devemos apostar que vai ser da maneira mais ERRADA possível, causando danos, deixando Peter bravo e tudo mais. Grande episódio.

Promo do próximo, The Man From The Other Side, que promete FERVER:

Fringe
Fox
Segunda temporada
Episódio dezoito
Escrito por J.H. Wyman & Jeff Vlaming
Dirigido por Thomas Yatso

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s