90210 – 02×16 – clark raving mad

Esta segunda temporada de 90210 está tão mais bem feita que, vejam vocês, conseguiram tornar uma aproximação entre Annie e Liam orgânica e até agradável – considerando a chatice e a falta do que fazer a que o casal Naomi-Liam chegou. Na primeira temporada, eu achava deveras irritante a fascinação sem razão que o Liam nutria pela Annie. Em certo momento, a série podia pegar ou largar essa história e decidiu largar. Mas eis que “Clark Raving Mad” mostra que ainda tem (ou pode ter) coelho nesse mato…

Mas vamos começar com os pontos baixos do episódio. Primeiro: toda essa situação da volta da mãe biológica de Dixon envolve várias coisas ruins/porcamente desenvolvidas. Tem essa questão do vício em jogos reavivado em Dixon (nenhuma questão de acompanhar isso, mas se estou na chuva é pra me molhar, né!), a paranoia de Debby que a leva, mesmo que sem perceber, para os braços do professor de ioga e, claro, em meio a tudo isso eles precisam OSTENTAR que Harry é clueless e prefere ler o jornal diário do que conversar com a esposa sobre o que tanto a incomoda – porque ele sequer PERCEBE. Já o professor de ioga está ali SUPER SENSIVEL. Por favor, né.

Daí tem as coisas que foram ok. Tipo a Adrianna e a Gia. Não é uma história sensacional, mas é inevitável que uma série sobre adolescentes fale sobre homossexualismo – não tem como evitar. Que eles façam n’uma vibe meio “experimentar” também é quase inevitável, mas é meio chato. Tudo bem. Adrianna tem razão em se questionar se as pessoas não são, em sua maioria, hetero by default, e acho que também é natural que ao saber que a menina está a fim dela ela passe a vê-la com outros olhos, a conjecturar. E também, bom, qualquer coisa levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima, né?

Teddy e Silver é um pouco irritante. Desde que Teddy virou um BOM MOÇO, ele se tornou alguém meio professoral – e que sempre parece querer tudo às custas da retidão. Super valorizo retidão, mas sei lá, tem algo meio incongruente nele. Que nem quando ele faz o honesto e vai dizer a Navid que Adrianna (meu deus, que vida atrás foi isso) foi atrás dele. E aqui querendo “testar” Silver – mais no sentido de mostrar para ela que ela está errada. Mas acho que agora que meio que superaram esse tópico as coisas possam ser melhores.

A história da Naomi com o professor coordenador do jornal é meio no limite para mim. Acho impressionante que alguém consiga ser tão rude como Naomi foi (ainda que, na real, não estivesse mentindo. O cara tem que estar meio que na pior para estar ali) e achar que está tudo bem. Agora, não sei de onde o cara tirou a leitura de que Naomi estaria oferecendo sexo para ficar – estava? Não notei. Não entendi direito ele – não sabia se estava agindo por autoriadade cega, tipo eu mando aqui, cinismo, medo de ter o território ameaçado ou por crença em seus valores, por acreditar que afastar Naomi era o melhor a fazer. Talvez não tenha dado tempo – foi tão pouco dele e os sinais tão misturados que imaginei inicialmente que iam até explorar alguma TENSÃO SEXUAL entre os dois.

Mas tirando tudo isso (rs) é só Naomi voltando a ser Naomi. Deixando de lado a coisa da pobre-menina-rica, Naomi sempre foi algo perversa e ela inverte o jogo – ainda que o professor não tenha sido gente boa ao dizer que ela estava propondo algo que, no meu entender, ela não propôs – e passa a dizer que ele a assediou. Ok, uma mentirinha que ajuda o cara a se ferrar na direção da revista, mas amigos e namorado querem que Naomi vá adiante e tente fazê-lo ser de fato punido por assédio sexual. Será que ela vai ter sangue frio para seguir na mentira?

Liam insiste para que Naomi reporte o cara e a urge para não ser “como nossas mães foram” aka passivas. Ele diz isso tendo ainda fresca a memória de sua mãe engolindo uma traição, uma traição que ele mesmo alertou. Eles aproximam Annie e Liam de uma maneira sutil – começa com ele oferecendo uma carona, ainda o peso de tudo que aconteceu no final da primeira temporada, mas quando deixam isso de lado fica claro que os dois ainda se dão bem. E Liam, o outrora super enigmático Liam, logo confessa que o cara agarrando uma jovenzinha diante de um hotel é seu padrasto.

Annie já parece mais interessada nele do que deveria – ligando para oferecer apoio e tudo mais. Do lado de Liam também há uma atenção maior, ainda que não indevida, por enquanto. Ele repara que a garota está sendo assediada por Jasper – que termina o episódio ameçando SE JOGAR de um prédio. Quer dizer. Se joga de uma vez, encosto! Já tem uns três episódios que estão deixando Jasper em banho maria. Espero uma RESOLUÇÃO para isso logo.

90210
CW
Segunda temporada
Episódio dezesseis
Escrito por Tod Himmel
Dirigido por Stuart Cilard

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s