the vampire diaries – 01×14 – fool me once

Nossa senhora, ein? Depois de passar uns duzentos anos pensando na mulher, em como salvá-la da tumba onde ela foi trancafiada, em como sua vida não faz sentido, Damon é obrigado a confrontar algumas duras verdades nesse episódio: Katherine não só não está na tumba como está, e sempre esteve, livre e não o procurou por absoluta falta de interesse. As revelações são demais para ele, que deixamos um pouco catatônico ao final do episódio.

O episódio, na verdade, foi todo mundo querendo passar a perna em todo mundo. Anna e o vampiro-bartender, excluídos, armam para cima de Jeremy para usá-lo como maneira de chantagear a galera e conseguir acesso à tumba. Enquanto isso, Damon percebe que vai ter que trabalhar novamente com Stefan & co, que têm a ajuda necessária de uma bruxa para fazer o feitiço. Mas a vó de Bonnie também tem sua agenda: ela planeja deixar os vampiros entrarem e prender todos por lá novamente. Então o clima não está exatamente agradável e repleto de confiança quando eles descem para fazer a tão esperada abertura da tumba…

Damon entra na tumba e Elena vai atrás – e avó explica para Bonnie que o selo não foi rompido e só os humanos poderão passar pela porta. Stefan enquanto isso tinha subido para verificar um barulho e eram Anna e o vampiro-bartender, ameaçando fazer algo com Jeremy. Enquanto Stefan cuida de salvar o cunhado, Anna se esgueira para dentro da tumba também, atrás da mãe. Quando Stefan volta (depois de matar o vampiro e se assegurar que Jeremy está bem), ele descobre que Elena entrou e que o selo impede que Damon e Anna saiam, mas quando ouve a namorada gritando não resiste e entra também.

Bonnie convence a avó de que não podem deixar Stefan preso e as duas juntam forças para suspender a magia – o que dá mais trabalho do que imaginam – e nesse intervalo Anna é a primeira a dar no pé, com a mãe. Mas, lá dentro, Damon está paralisado pela descoberta de que Katherine não está ali. Ele fica possesso e depois frustrado e não ouve os apelos do irmão para sair – é preciso que Elena o chame, converse com ele e o leve para fora, justamente no limite das forças das bruxas.

O episódio mostra uma aproximação mais sólida entre Elena e Damon. Ela novamente volta a expressar que de certa maneira o vê como uma figura trágica e novamente se compromete com ele, jurando que dessa vez pode confiar nela, que não irá enganá-lo novamente. Ela se compromete a ajudá-lo a tirar Katherine da tumba e vai até o fim. E no final ela simplesmente sente necessidade de consolar o arrasado Damon, que está devastado pela descoberta de que Katherine não está lá dentro. Stefan observa tudo isso silenciosamente.

Logo Damon procura Anna, cheio de raiva (“Por que você pode ter e eu não?”, diz se referindo ao fato dela ter conseguido recuperar a mãe. Anna acaba assumindo que sabia que Katherine não estava na tumba e não o disse para poder contar com a ajuda de Damon… Ela diz que encontrou Katherine várias vezes, a última nos anos 1980, e que ela sabia onde Damon estava… E não ligava, pelo jeito. A mãe de Anna explica que ela seduziu um guarda a caminho da tumba e conseguiu se safar (essa parte fatal da Katherine é a mais surreal de todo seriado para mim…). Fatality para o pobre Damon… Sua vida nos últimos duzentos anos simplesmente não faz mais sentido. E o que ele vai fazer agora?

Ainda temos a morte da avó de Bonnie, fatigada (tanto anunciaram que alguém não sobreviveria e era a avó de Bonnie? rsrs)e Jeremy começando a ter memórias e pesquisando vampiros na internet (adoro isso…). E o gancho, claro, de um dos vampiros da tumba ter revivido com o sangue que caiu nele. Agora, o selo ainda está lá, né? Ou não? O que vai acontecer? Aguardando.

(à parte de todo sangue do episódio, Matt e Caroline engrenam aí na TRILHA DO ROMANCE, apesar de tudo – dele ficar meio assustado porque ela banca o casal quando Damon chega perto e tudo mais. Cute).

Promo do próximo, A Few Good Men, que será exibido só em 25 de março!

The Vampire Diaries
CW
Primeira temporada
Episódio catorze
Escrito por Brett Conrad
Dirigido por Marcos Siega

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s