better off ted – 02×10 – lust in translation

Bom episódio, ainda que menos épico que os dois imediatamente anteriores. A série brinca com a competitividade dos personagens, a vontade de ser bom em tudo ou, no caso de Linda, de pelo menos manter a única vantagem que tem… E misturado nisso tudo tem uns parceiros de negócios alemães que também fazem Phil e Lem se questionarem se são cientistas do mal…

Tudo, na verdade, começa com os alemães. A tensão da chegada destes e do grande negócio que se espera fazer – um tradutor simultâneo que facilitaria a comunicação – deixa Ted nervoso, o que enerva Phil e Lem. Diante do pedido do chefe para que mantenham o laboratório sem grandes invenções perigosas, eles começam a perceber que qualquer invençãozinha inocente que fazem acaba sendo voltada para o mal. Perdidos em suas questões éticas, eles ficam divididos quando Verônica pede que criem donuts perfeitos, com ótima aerodinâmica, para vencer Linda em um jogo.

Sim, é isso mesmo: também constantemente tensa, Linda acaba achando uma sala abandonada e inventando um jogo para relaxar. O “Rosca da Linda” (rs) se constitui basicamente em acertar uma rosca em um buraco da tubulação, no teto. Verônica descobre e, também ela bastante nervosa com a chegada dos alemães, resolve tentar. Para sua surpresa e pasmo, entretanto, ela não consegue vencer Linda nenhuma vez – e acaba fazendo uma besta de si mesma, como alerta Ted que é o destino de todos que encaram como imperioso se provarem melhores em qualquer coisa.

Verônica até tenta encher Linda de trabalho como maneira de descontar, e Linda sente a pressão mas não consegue desistir de vencer – é a única coisa em que ela é melhor que a chefe -, mas quando ela está pensando em um terceiro caminho – fingir que o jogo foi descoberto pela presidência e tem que terminar -, ela encontra Verônica disposta a jogar com ou sem a ajuda dos artifícios de Phil e Lem. E pela primeira vez Verônica vence e vai ao céu (e Phil e Lem iam dizer que a ajuda não ia rolar… e eventualmente a invenção deles vira uma espécie de donut-boomerangue-duro que atinge Ted como uma arma…).

Enquanto isso, os alemães já chegaram, e dentre eles há Gertrude, que fica interessada por Ted. Os dois ensaiam um romance, mesmo com Verônica alertando Ted que se algo fosse errado entre eles também prejudicaria os negócios… Há um probleminha: Gertrude não fala inglês e Ted não fala alemão. Tudo parece que vai se resolver e sair da vibe só-sexo quando a máquina de tradução tem o probleminha da voz resolvida – mas para horror de Ted, a voz que sai do auto-falante é a de Phil, o que o pertuba muito enquanto está na cama com Gertrude e acaba fazendo com que tudo dê errado…

Não teve tantos bons momentos como costuma, mas nunca é uma perda de tempo assistir Better Off Ted. Recomendadíssimo!

Better Off Ted
ABC
Segunda temporada
Episódio dez
Escrito por Michael Shipley
Dirigido por Lee Shallat Chemel

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s