friday night lights – 04×12 – laboring

A grosso modo, realmente não acontece grandes coisas nesse episódio, não. É um episódio de suspensão, de tempo parado, de preparação para o que vem a seguir. Até a casa caindo para os Riggins – vimos só o começo, as consequências ainda estão por vir. Tudo está por vir na finale, que acontece essa semana. Eu não digo que não entendo quem não gostou muito – essa temporada, no todo, teve sim um problema de ritmo -, mas a tensão absurda e o puro estado de sofrimento de todos os personagens, o desespero e os pequenos momentos de beleza que tivemos fizeram de “Laboring” um episódio muito significativo de Friday Night Lights.

Não está fácil para ninguém. Vamos começar com os Taylor. A pressão que Tami sofre por sua suposta postura pró-aborto aumenta absurdamente nesse episódio e ela é confrontada com a possibilidade de ter que elaborar uma desculpa pública oficial – o que a ofende demais. Ela, claro, não quer pedir desculpas por algo que não disse, não fez – e a ideia é totalmente absurda per si, mesmo que ela tivesse se “assumido” como a favor do aborto. Mas ela percebe que não é disso que se trata – ela pode estar certa, pode decidir brigar na justiça, pode preferir seguir suas ideias, mas pragmaticamente só há uma coisa a ser feita. Ela fica o episódio inteiro pasma e no final está simplesmente devastada porque vai ter que escrever uma carta de desculpas por ter supostamente induzido Becky a fazer um aborto. É absolutamente injusto, mas não há outra saída.

Eric também não está n’uma boa. Passa o episódio lutando para receber o jogo contra os Panthers, reformando o estádio para poder ter a partida, só para ver tudo ir por água abaixo quando o local é depredado. Agora, eles terão que enfrentar os Panthers em casa – para não falar que as chances estão radicalmente reduzidas, com Luke de fora e o time tendo basicamente apenas Vince como chance.

Vince que nesse episódio finalmente diz a Landry que está feliz por ele estar com Jess e que espera que ele a trate bem e dá um passa fora na garota, naquela linha “eu sou problema”. Agora está mais claro do que nunca que Landry representa uma leveza colegial que Jess não está plenamente pronta para viver. Sua vida ainda tem muitos problemas e quaisquer que tenha sido a natureza do seu envolvimento com Vince, é algo muito mais profundo do que um namoro de escola – tenha sido romântico ou não. Landry indo visitar a namorada com um bicicleta enquanto Jess está saindo para um enterro mostra como os dois estão vivendo momentos diferentes – há uma clara sensação de que um é outsider na vida do outro.

As cenas entre Vince e Jess são muito convicentes, apesar de tudo trabalhar contra. Michael B. Jordan, especialmente, mostra a que veio nesse episódio. Ele está assustado, irritado, quer vingar Calvin mas também quer sair daquela, quer afastar Jess dele, apesar – e por – se preocupar com ela. Uma interpretação de responsa. Eventualmente ele quer se sair do plano de vingança – mas obviamente, como o cara ressalta para ele, essa é uma vida que é relativamente fácil de entrar, mas não tem easy way out…

A criminalidade que também seria só uma passagem para os irmãos Riggins, que aqui parecem estar em seu melhor momento. Algum dinheiro, Tim falando para Becky que era aquilo ali, sua vida, sua felicidade, sua tranquilidade, o filho de Billy e Mindy nascendo… E aí, como todos já esperavam, a casa começa a cair. A polícia chega até a loja dos irmãos querendo fazer perguntas sobre os carros roubados e os vemos depois, desesperados, n’uma cena lindamente filmada, com Tim à beira das lágrimas. Será o fim da linha para os dois? Conseguirão se sair dessa?

As respostas ficaram para a finale, como também, claro, o jogo entre Lions e Panthers. Promete ser épico. Fico triste que tenham largado tanto os Panthers – e eu estava especialmente interessada em ver um pouco de JD – e só voltemos a vê-los por agora, mas é assim mesmo. Na verdade, o futebol ficou meio largado. Pelo que entendo, os Lions não têm mais chance de nada, nada além de estragar a classificação dos Panthers, o que já é alguma coisa…

Friday Night Lights
NBC/Directv
Quarta temporada
Episódio doze
Escrito por Rolin Jones
Dirigido por Adam Davidson

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s