the good wife – 01×12 – painkillers

Uma acusação de negligência contra um hospital que é cliente da firma acaba indo mais longe do que deveria e coloca Alicia em uma posição difícil. Em meio a tudo isso, a vida familiar dos Florrick leva outro golpe (ainda que relativamente leve) quando Jackie sofre um derrame. Em meio a tudo isso, é curioso observar como Alicia acha que finalmente está no controle da sua vida, depois de virar dona de casa para criar os filhos e ser tão vilmente traída pelo marido, e continua à parte de quase tudo. Seus filhos escondem a verdade sobre os pacotes que chegam à casa rotineiramente e mentem para manipular a mãe contra a babá. Peter continua tramando – e alicia Kalinda aqui – sem colocá-la a par de nada. Apesar do que possa pensar agora, Alicia está profundamente alienada da vida de seus familiares.

Mas, vida pessoal à parte, Alicia encontra satisfação no seu trabalho. É impressionante ver a rapidez com que os advogados correm para construir uma barreira judicial em favor do hospital assim que descobrem da morte de um quarterback famoso por overdose nas dependências do local. O dr. Wexler, que era médico do atleta, é o principal suspeito da polícia, por ter prescrevido o remédio que causou a overdose do garoto. A defesa se concentra no fato de que o médico receitou o remédio em uma dosagem menor do que a encontrada com o garoto.

Enquanto Kalinda e Cary investigam a mil tentando descobrir como o garoto conseguiu o remédio para dor, Alicia descobre que o médico atendeu o quarteback em casa – e o hospital, percebendo a brecha para ataques no fato de não ter sido uma consulta oficial, se retira do caso. Mesmo sem ser assistido pelos chefes, o médico ainda quer continuar com a defesa de Alicia, pagando do seu bolso. Com autorização de Diane e Will ela vai adiante – só para inadvertidamente cutucar um outro cliente, ao revelar para a promotora que o erro no remédio poderia ter sido da farmácia, que não controlava rigidamente suas vendas. Para azar dela, acaba que a “pista” é um dead end – a farmácia não tinha o remédio comprado no dia – e ainda deixa a firma mal com um cliente. Sem nada em mãos, Alicia chega a aconselhar o cliente a tentar aceitar o acordo.

Para sorte deles, Cary consegue fechar com um traficante de remédios e arma um flagra para ele. Surpreendentemente, ele não vendia para o quarteback, mas para a mãe dele. Alicia e Kalinda mostram para a devastada mulher que o filho trocava facilmente o medicamento dela por aspirinas. A mulher é a cara da desolação. Mais cedo ela já havia feito uma preleção sobre como é difícil cuidar de um filho sozinha, em meio a tantas obrigações, um discurso com o qual obviamente Alicia consegue se relacionar.

Nesse episódio, preocupada com os filhos, ela contrata uma babá. Jackie não gosta da garota, Molly, diz que é uma sabe-tudo. E ela bem que é – tem mil formações acadêmicas, sugere que as crianças façam terapia por causa do escândalo do pai, para que não tenham problemas SEXUAIS, e revela que viu as imagens que Zach tem no computador.

Assustados com a possibilidade da babá revelar para a mãe o que eles têm em sua posse, Grace e Zach acabam inventando que ela tenha dito coisas escandalosas para eles, sobre sexo, DSTs e coisas afins. Molly percebe na hora o que aconteceu e alerta Alicia para que ela não sabe nada do que acontece na sua própria casa, enquanto a coitada está desfrutando um delicioso momento de bonding com os filhos “Vocês sabem que podem me dizer qualquer coisa”.

No caso da investigação de Peter, ele descobre através da esposa que Glenn Childs grampeou o telefone da casa dele. Infelizmente, ele não sabe o que há nas fitas para pedir uma busca judicial e uma oportunidade aparece para ele quando Kalinda o visita para dizer que o novo promotor quer que ela trabalhe para ele. Childs ameaça Kalinda, dizendo que ela está ligada aos escândalos e poderá ser mais envolvida se ele quiser. A intenção dele é investigar Peter e se preparar para a apelação.

Peter sugere que ela trabalhe “para ele e para nós. Deve ser familiar para você”. Kalinda concorda e volta para Childs, dizendo exatamente que Peter propôs o que propôs. Fica aquela coisa no ar – ela é uma agente dupla ou tripla? Ela diz para Childs que precisa de algo para alimentar a crença de Peter de que ela está com ele, e com isso vai conseguir ouvir as fitas, mas será realmente no interesse de Peter? Não tenho certeza e quero ver onde vai dar…

The Good Wife
CBS
Primeira temporada
Episódio doze
Escrito por Corinne Brinkerhoff
Dirigido por Steve Shill

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s