modern family – 01×11 – up all night

Mais um episódio com as famílias estancadas em seus núcleos, com diferentes níveis de sucesso. Apesar de as combinações inusitadas serem o ponto forte da série, eu sei apreciar as delícias de cada família separadamente – ainda que as piadas aí sejam muitas vezes repetidas, são como algo conhecido e reconfortante.

O drama de Cam e Mitch para ensinar Lily a dormir sozinha foi o mais repetitivo da noite, mas não cansou – como, com cenas do tipo Cam e Lily assistindo Scarface e aquelas câmeras escondidas? Mas foi só isso mesmo, over and over, a eterna variação sobre o mesmo tema.

Na casa de Claire e Phil, também o de sempre. Phil sendo exagerado e teatral, as crianças seguindo suas tão bem definidas personalidades, um pequeno molho com aquela coisa dos bombeiros – e Phil se deliciando por ter uma VANTAGEM sobre Claire é genial, só para depois ver isso sendo ESTOURADO diante de seus olhos ao encontrar a graciosamente irreal família de loiras gostosas no hospital.

O melhor núcleo, para mim, foi o de Jay, Many e Gloria. Trazendo um afiado Benjamin Bratt como Javier, pai de Many, essa é a única história a ser contada desse programa – os outros são agradáveis crônicas da vida

familiar dos respectivos núcleos. Tem um senso de propósito aqui e somos, afinal, introduzidos a um personagem significativo: o encantador Javier, que a despeito de todo seu charme, é alguém que sempre acaba por decepcionar os outros. Deve ter uma lábia geminiana (tergiversando rs).

Javier aparece e Manny fica louco e lovo é o próprio Jay, a despeito de toda guarda montada, que acaba ficando envolvido pelas conversas e promessas do cara, só para perceber que Gloria tinha razão o tempo todo: apesar de tudo, como ele bem sabia, Javier não é alguém em que se possa confiar.

All in all, Modern Family continua sem me decepcionar e embora eu consiga ver as limitações que impedem alguns de apreciarem a série, continuo achando que só gente desalmada não curte. Q.

Modern Family

ABC

Primeira temporada

Episódio onze

Escrito por Christopher Lloyd

Dirigido por Michael Sblier

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s