gossip girl – 03×11 – the treasure of serena madre

thanksgiving no upper east side! apesar de alguns acertos, como o próprio ato de juntar geral para a ação de graças, o episódio prometeu mais do que entregou. fiquei esperando os ápices e eles simplesmente chagaram e passaram batidos.

como desconfiava desde que vi a promo, serena realmente deixa nate na calçada para ficar com o tripp. estava esperando que fosse uma daquelas coisas enganosas de promos, mas não – morri! personagens que seguem com motivações estranhas, ações que servem ao plot e não ao seu perfil: todos os van der woodsen! eu sei que se pode dizer que essa falta de coerência faz parte do jeito de serena, mas c’mon! “it was one kiss. and it was a mistake that i dont intend to repeat” – e eu acrescento: até ele se separar, quando estarei aqui prontinha, com o cronômetro. porque, quer dizer, é só uma mera formalidade serena não estar se pegando com tripp porque ele estava casado – sendo que há um envolvimento afetivo. e eventualmente os dois acabam esquecendo essa FORMALIDADE e partem pra ação de fato, convenientemente no elevador do hotel de chuck, fornecendo munição para a mulher de tripp. que agora além do vídeo tem em mãos a misteriosa carta de keith para serena, que suspostamente revela algo do passado de lily?

lily que também tava a loka no episódio – também pode ser dito que de vez em quando ela fica assim, agindo de maneira crazy e irracional para tentar coisas que claramente não vão dar certo para controlar os filhos. e eu até gosto dessa dinâmica mãe e filha, do fato de que lily tem um passado que complica realmente ficar julgando serena, mas o enredo é todo tão banal – e continuo achando que a kelly rutheford parece distante de tudo que está acontecendo.

por fim, eric também segue nessa coisa que nunca teve a cara dele, com planinhos e tudo o mais. acho que foi necessário, tanto para dar função pra ele como pra prender um pouco mais jenny – se fossem investir muito em mostrar ela como queen sem nenhuma das caras já conhecidas ia demandar muito investimento, gente nova etc. a série já não tá se segurando com suas bolas no ar…

no mais, rufus absurdamente míope e gostei como estão fazendo dan e vanessa – taking slow. acho válido. ah! achava difícil jogarem eleanor grávida/yale e não só não fizeram isso mesmo como aproveitaram a chance pra jogar a personagem pra lá de vez. boa! b. como stand up sempre fica bem.

no final das contas, o episódio foi totalmente higienizado do ponto de vista moral – para uma série que se diz contestadora. serena “faz a coisa certa” recuando, é pressionada para isso pela mãe, pelos amigos, e só retoma para tripp quando ele faz um “gesto de amor” (vai vendo). o episódio todo foi colocando pingos nos is pra mostrar que serena, mesmo estando A LOKA, não abraçou essa coisa de a outra mulher. e blair sempre querendo ser a consciência KKK viu.

(dorota GRÁVIDA quem curte)
( e lily fazendo a kirsten /the oc, se afogando no goró)

gossip girl
the cw
terceira temporada
episódio 11
escrito por robert hull e joshua safran
dirigido por mark piznarski

promo de the debarted, próximo episódio:

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s