séries novas da midseason e a fall season chega em ritmo teen

a midseason terminou parte II. aqui falarei sobre as séries DA MIDSEASON que eu vi, uma ou duas que são meio SOLTAS NO TEMPO (não são séries de midseason, mas estreiam fora das seasons) – enfim, todas estavam ACONTECENDO durante a midseason, diferentemente das do post anterior. aproveito pra comentar as séries dessa temporada de outono que já estão aí (e uns vazamentozinhos). GELEIA GERAL. abs.

Nurse Jackie

humor
: 3/5
adrenalina: zero
romance: 2/5
drama: 3/5
inteligência: 2,5/5 (rs)
showtime, renovada para segunda temporada

a série é bacaninha e tem bastante potencial. precisa, entretanto, acertar as arestas. o equilíbrio entre drama e comédio é bem precário – e nurse jackie se sai melhor fazendo comédia, em grande parte por conta da ótima zoe, em atuação sensacional da merritt weaver. o elenco, aliás, é um trunfo: a eddie falco está muito bem, o peter facinelli conseguiu alcançar um ponto muito bom pro cooper, a atriz mirim ruby jerins é uma revelação… apesar disso, é como digo: tem tudo pra ser BOA DEMAIS, mas fica entregando episódios meia boca um atrás do outro. assim não pode, assim não dá. de qualquer forma, foram 12 episódios com certa qualidade que o showtime nunca mais tinha me dado…

Hung

humor: 3/5
adrenalina: 2/5
romance: 3/5
drama: 2,5/5
inteligência: 2/5
hbo, primeira tempoda em exibição

também é uma série que vez ou outra fica boiando entre os gêneros – isso sem chegar a ser truly engraçada (você sente que é comédia, mas não ri) nem REALMENTE dramática. apesar disso, não chega a ser ruim – mas nem de longe é essa maravilha que vejo algumas pessoas aclamando. encaixo hung quando sobra um tempo, é bem easy going, os personagens são interessantes e vamos nessa. mas não passa muito disso… parece uma produção bem banal pra hbo, mas o canal mostra sua marca na direção, sempre precisa e não raro excepcional. de resto…

better off ted

humor: 3/5
adrenalina: zero
romance: 2/5
drama: 1/5
inteligência: 3/5
abc, renovada para segunda temporada

banal, rapidinha e muito gostosinha de ver. humor geralmente sutil, vez ou outra mais rasgado. brinca muito bem com as multinacionais, tem a portia de rossi destruindo como veronica e o resto do elenco também é bom. é uma sitcom, então vez ou outra as coisas podem ficar repetitivas, mas taí um programa legal… acho mais bem resolvido que hung e nurse jackie, ainda que essas duas últimas tenham mais pretensão em ser uma Série Muito Boa.

party down

humor: 4,5/5
adrenalina: zero
romance: 2/5
drama: 3,5/5
inteligência: 4/5
starz, renovada para segunda temporada

se better off ted é uma comédia digna, decente e bem feita, party down leva isso um passo adiante: é uma comédia que DESESTRUTURA. enquanto que na primeira nós sabemos que aquele pessoal por trás é inteligente e isso transparece na tela de uma maneira discreta, em party down isso transborda – fora que os próprios atores parecem estar se divertindo, sem deixar a gente que assiste de fora. é sensacional. gostei muito da ´serie e fico feliz porque vai retornar. a jane lynch saiu, chuinf, mas a jennifer coolidge segurou legal. fora que party down consegue o que, pelo que deu pra ver no que falei ds outras, é super difícil: é engraçada pra caramba mas tem momentos dramáticos foda. super recomendado.

outras “fora de época”

Weeds

humor: 3/5
adrenalina: 2/5
romance: 2/5
drama: 2/5
inteligência: 3/5
showtime, quinta temporada

mas que porra acontece com weeds? a quarta temporada já foi ANTICLIMÁTICA total (e começaram a foder com o shane, um dos personagens que mais gosto, foram pra casa do avô etc), agora vem esas quinta UÓ? estou totalmente EMPERRADA na primeira metade…. já ACABOU e eu não consigo seguir. a nancy tá o auge do personagem sem sentido (pra onde vou/de onde vim/ de onde saem as motivações dessa mulher?). ela sempre perigou um pouco nesse sentido, mas agora a merda bateu no ventilador. o andy apx na nacy VAI AO ENCONTRO de todas as coisas ruins que aconteceram com weeds. acho que virá um REST IN PEACE em breve… triste… conheço muita gente que odeia a série e sempre defendi porque tem um humor com o qual me identifico e resvala numas críticas de costume legal, mas a coisa saiu de controle…

mad men

humor: 2/5
adrenalina: zero
romance: 3/5
drama: 4/5
inteligência: 5/5
amc, terceira temporada

ahhhh, mad men. tão lindamente feita… parece uma pintura, na beleza visual, nos muitos detalhes… as atuações fora de série, o roteiro espetacular… não há muita coisa de ruim a se dizer da série. o máximo que se pode alegar é que é “lenta”. até fãs do seriado têm largado essa em fóruns. eu concordo que o primeiro episódio da temporada me deixou meio decepcionada, não de todo, mas parece se arrastar um pouco, sim… mas os dois que se seguiram, tão maravilhosamente trabalhados, e LENTOS, SIM, mostraram que ser devagar não é o problema. uma série pode ter o ritmo que for e SER BOA. a melhor palavra para descrever esses episódios é MESMERIZAR. é isso que eles fazem. vi os dois duas, três vezes, e eles esticam tanto a exploração dos personagens, acrescentam tanto sobre o que já sabemos em relação a essas pessoas, é como comer algo gostoso bem lentamente… e o passo vai devagar, mas o clima de iminência no ar, de um algo DESTRUIDOR que vai cair, fica ali o tempo todo… o vovô gene bem falou ALL HELL’S GOING TO BREAK LOOSE, e pode anotar, isso vai acontecer e vai ser EMBASBACANTE.

ESTREIAS. FALL SEASON

glee

humor: 3/5
adrenalina: zero
romance: 3/5
drama: 2,5/5
inteligência: 2,5/5
fox, primeira temporada

olha, te contar. se ficar por isso mesmo, pelo que foi mostrado até agora, vou começar a CRIAR RANCOR pela série só por ter roubado a jane lynch de party down. não é totalmente ruim, e eu sei que eles QUEREM ser um retrato irônico mas, amigão, tão exagerando na tinta. e eu não sou particularmente fã de musicais cantados, especialmente com essa coisa de CORAL… claro que é interessante, é uma novidade, e eu gostaria sinceramente de ter gostado mais… é bem feita, é meio high school musical sim, sem isso ser RUIM, e ainda acredito que tem potencial. vamos ver.

melrose place

humor
: 2/5
adrenalina: 2/5
romance: 3,5/5
drama: 3/5
inteligência: 2/5
cw, primeira temporada

de cara digo que nunca vi melrose place original, então pra mim TANTO FAZ se trouxeram uma broder que já tinha morrido pra morrer de novo nesse piloto e dar a partida à série. de boa. o que é foda é: roteiro patético, com falas horríveis na boca de um bando de ator meia boca (só salvo a katie cassidy), flashbacks inseridos a torto e a direito sem nenhum cuidado, e esse whodunit que JAMAIS vai segurar uma temporada disso ae. geral ta dizendo que é uma série “honesta” em relação aos seus propósitos e capacidades; só sei que você fica muito VA assistindo. pra dar o nível da coisa, os personagens são tão fakezões que um deles parece que saiu DA PROVA DE ROUPA naquele minuto. simplesmente é um tipo jogado ali. nem 90210, que sinceramente é bem fraquinha, é assim. em favor da série, digo que é ruim, mas não chega a ofender…

the vampire diaries

humor: 1/5
adrenalina: 2,5/5
romance: 3,5/5
drama: 3/5
inteligência: 2,5/5
cw, primeira temporada

até agora (ok, não rolou nada) é a surpresa da fall season. em grande parte, acho, porque lidava com expectativas bem baixas. eu mesma fui ver numa vibe LÁ VEM LIXO e nem é. não diria aqui pra vocês CORRAM PRA VER, É MASSA, porque também não é. as comparações são inevitáveis – crepúsculo e true blood são fenômenos desses comeback dos vampiros… em termos de LITERATURA eu não salvaria nenhuma das três franquias, mas sinceramente esse vampire diaries consegue ser PIOR do que twilight. digo isso porque twilight é tosco, mal escrito e tudo, mas tem esse ponto que exige a continuação da leitura, é meio ADITIVO e tem vários ganchos, blas. vampire diaries é só uma baboseira romântica a la sabrina malmente escrita. true blood, o livro, também não chega a AHAZAR, mas tem a narrativa nua e crua, que é interessante (já que na grande matéria dos livros, as PALAVRAS, o livro deixe a desejar). em termos de AUDIOVISUAL, pra mim, crepúsculo é o pior. até pior que os livros. só salva que tem o robert pattison (kkk). true blood é imensamente superior aos dois projetos de vampiro teen, mas é inegável que vampire diaries consegue o maior AVANÇO nessa adaptação. vendo de onde partiu, sinceramente, admito que a cw conseguiu um score… e a audiência foi um recorde pro canal justamente porque já havia interesse do público que conhecia os livros, tem também essa coisa VAMPIRA que tá cativando… desculpem a prolixidade. TO DOIDA. vamos à série.

a história da série é bem bobinha, um vampiro volta à sua antiga cidade porque uma das moradoras é descendente/reencarnação de seu antigo amor. essa garota, a protagonista, está sofrendo com a recente morte dos pais. as coisas prometem complicar quando chega o irmão bad boy do vampiro. os dois diferem nas posturas com relação aos humanos (ademais, assim como bill e geral em true blood), sendo que stefan abdicou do sangue humano (o que o torna mais fraco) e quer viver de boa na cidade. damon, por sua vez, chega tocando o terror e parece que quer desestabilizar o irmão. esse enredo é tocado adiante com muita naturalidade, algumas poucas bizarrices e com insuspeitada qualidade do elenco – especialmente de paul wesley e ian somehalder, que fazem os vampiros. é mais ou menos isso aí.

community

humor: 4/5
adrenalina: zero
romance: 2/5
drama: zero
inteligência: 3/5
nbc, primeira temporada

vi o piloto que vazou e a série promete. 22 minutos que VOAM, elenco muito bom, piadas na medida, não chegam a desrespeitar as faculdades comunitárias, fazem tudo de uma maneira muito graciosa… não tenho muito o que dizer, mas recomendo quem curte HUMOR a assistir a este seriado ok? ok. mais uma série pra engradecer o time de comédias da nbc.

retornos

90210

humor: 1/5
adrenalina: zero
romance: 3/5
drama: 3/5
inteligência: 2/5
cw, segunda temporada

nada fenomenal, admito. acho que eu que devo ter me acostumado ao padrão dessa série, então já assisto DIBOA. continua com umas coisas chatas, tipo esse relacionamento inconstante de silver-dixon, coisas out of the blue (dixon pressionando a annie só pros dois romperem e ela ficar ainda mais na lama) e AINDA temos esse problema de atuação deprimente. não dá pra gente ter pena da annie vendo a shanae grimes choramingando daquela maneira horrível… adrianna ficando deprimida ao ver os bebês também foi algo meio LAME, mas eu entendo, faz parte, faz parte. o lado bom é que agora o liam já vai voltar na fase MADURO e não vou precisar ficar me corroendo de raiva dele…

dexter

humor: 3/5
adrenalina: 3/5
romance: 2/5
drama: 3/5
inteligência: 4/5
showtime, quarta temporada

depois de sua pior temporada, é uma delícia ver dexter voltando pra casa, pras suas origens, pra QUALIDADE INABALÁVEL (ou assim espero). o piloto que vazou/foi vazado mais de um mês antes da estreia nos mostra dexter lidando com sua nova vida, em que incorporou de vez os papéis de marido e pai. vemos o psicopata tentar encaixar isso com o seu, hum, hobby preferido, e é bastante gratificante. plus pro assassino COM POTENCIAL. plus pra volta do lundy, que espero que contribua pra debby chutar o anton (pode ter o efeito contrário, though). ainda não sei o que acho de laguerta e batista, achava bacana ele com a outra broder lá, mas acho que pode ficar bom, por que não? aguardando o segundo episódio.

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s