90210 – 01×18 – off the rails

comeaça aqui do ponto que o episódio LAME de antes largou. e digo que demorei tanto pra catch up 90210 por causa disso. é muito ruim ficar vendo silver fazendo a louca, atacando o professor matthews e acusando-o de ter envenenado dixon contra ela.

o professor concorda com tudo, mas quando acha que ela está mais distraída vai tentar desarmá-la. ela tá na lama, chorando, fala que dixon a largou por causa do filme (“achei que ele ia amar e ele odiou. não conheço dixon”). matthews faz o compreensivo e fica ouvindo, diz que ela precisa descansar.. quando ele sai para pegar uma atadura e ligar para kelly, ela dá a elzira e some. ai, um runaway na adolescência – um clássico da TV (nunca vi dizer na VIDA REAL).

anne e ethan também estão no exato same spot, num canto onde o pessoal vai ver as estrelas (e fumar, será, 90210?). ela diz que achava que os dois estavam destinados a ficar juntos, mas que se ele quer ficar sozinho que vá embora (oi, 16 anos?).  nessa hora, a mãe liga para saber se ela está com silver. deve explicar a situação por alto e diz que tem que ir pra casa, mas está sem carro – chuinf, ganha uma carona.

ao som de ulysses, três cenas correm paralelamente: dixon tem que ter uma conversa da verdade com os pais, matthews conta tudo que se passou para uma assustada kelly, inclusive do filme de sexo – no finalzinho encaixam até a adrianna falando isso pro navid, que a silver FICOU DOIDA. durante o jantar de navid e adrianna, naomi liga querendo falar de liam, adrianna aproveita e passa a fofoca de silver pra frente… agora, liam é um psicopata e um ótimo beijo. e todos começam de vez a especular sobre que drogas ela deve estar tomando. a cena é bacana, tudo se conectando. no final, navid diz que deveria ligar para dixon, o telefone dele toca mas é kelly. e nessa hora todos decidem unir forças para achá-la “antes que se machuque”.

silver02

“meu deus, o que tá acontecendo?”, se pergunta um assusta dixon. nós também, dixon, nos perguntamos isso…

então está lá o elenco na casa de kelly para ser dividido na busca por silver. harry e debbie vao ao pit atrás dela, annie e ethan vão até a escola, kelly também não quer ficar parada esperando a margarida aparecer e harry sugere que matthews a acompanhe. dixon também vai pra algum canto, solo. adrianna e navid, convenientemente, vao ficar tomando conta de sammy, filhod e kelly, experimentando as alegrias da maternidade/paternidade.

os wilson estão conversando sobre o fato de que dixon fez sexo e eles nem sequer sabiam (ohhh). harry diz que é normal, adolescentes não contam isso para seus pais e no meio das coisas loucas que estão acontecendo e isso tá nos padrões.

na outra dupla, kelly continua questionando porque silver foi pra casa de matthews. “tem que haver alguma razão para ela te culpar”. os dois começam a meio que brigar, kelly dizendo que se ele não tivesse largado ela só não teriam que ir atrás dela. “você mora com ela, kelly, você que deveria estar cuidando dela”. XEUPI. os dois vão ao pier.

mommy skills

na casa de kelly, navid coloca sammy para dormir. adrianna se dá conta de que não sab nada de bebês e comenta que o que deve ser melhor é dá-lo para adoção. navid comenta que eles nunca conversam sobre isso e adrianna diz que ele não devia se envolver (“não é como se fosse seu filho”) – ouch. mesmo dando esse fora, ela fica conversando que não sabe mais o que fazer e cai no choro, sendo consolada pelo namorado – que nem ficou ofendido nem nada.

depois sammy começa a chorar e pedir por sua mãe. adrianna tenta fazer caretas para distrai-lo. ela começa a conversar sobre o pijama dele e coisa e tal, e ele escolhe um livro para adrianna ler para ele… enfim, ela consegue bonding com uma criança.

silver04

alienado e sozinho

em casa, dixon começa a remexer nas coisas que silver queimou quando a própria liga pra ele – para dizer que agora sabe que não o conhece e por isso vai voltar para a “fonte de tudo”, que ele é tudo que ela tem e mais nonsense talk. durante a conversa, dixon bate na cara dela – quando ela tá falando que sem ele a vida não faz sentido.

quando harry e debbie voltam, ele está jogando videogame e desligou o celular porque “silver ligou”. os pais ficam no suspense querendo saber dela. dixon diz que não liga, que ela está fazendo um ato de drama queen e ele não vai cair. ele diz tudo que silver falou. “onde é a fonte?” “quem sabe, ela é louca”. harry sugere que eles chamem a polícia.

na escola

nos corredores do colégio, annie e ethan ouvema  voz de silver – mas é só a porra do filme sendo exibido na sala de mídia. e lá estava naomi, argumentando que foi procurar por silver, e resolver ver o filme para ver se ele “ajudava a entender” – hahaha, nem vem colega, queria ver a cena de sexo. naomi e annie ficam se provocando (“como você entrou”, “não finja estar preocupada”). ethan diz pra parar a putaria e que é melhor eles se separarem, embora fique creep de noite no colégio. naomi diz que não pode ficar mais esquisito que andar com o ex e a atual dele – e quando ethan vai dizer que eles terminaram annie agarra a mão dele, não vai querer dar essa colher de chá pra naomi, né?

depois as duas se encontram quadno annie ta tentando arrombar o armário de silver – e naomi sabe a combinação e tem até uma foto dela lá dentro, elas ja foram amigas, afinal. annie e naomi ficam conversando de boa, primeiro falando da situação estranha, depois naomi contando a situação da foto… até que ela menciona ethan e vai cada uma pra um lado.

quando encontra ethan, annie diz que eles não podem terminar, que relacionamentos sao complicados e eles devem trabalhar melhor o deles. “por que?” “por causa de naomi” “naomi vai descobrir eventualmente” – e é bingo! naomi chega e pergunta o que ela vai descobrir. “isso não é sobre naomi descobrir, é sobre naomi” – e diz que ela e naomi tiveram as chances de ser amigas e ela jogou isso fora para namorar ethan (até um pouco do seu “auto-respeito”, quando foi isso?). “se não fizermos isso funcionar, então tenho que aceitar tudo que eu fiz e… nós estamos terminado. e eu tenho sido uma idiota. eu e ethan terminamos” – essa última para naomi.

fonte

os wilson passam a informação de silver está indo para a “fonte de tudo” para kelly, e ela e matthews tentam interpretar isso. kelly sugere que talevz seja a fonte da dor da irmã – e vai pra casa da mãe! silver não está lá – mas um tal de dierk, namorado novo, está – e não sabe que ela tem filhos kk. kelly entra e é apresentada como sobrinha para o namorado da mãe – que minimiza quando dizem que silver está sumida. “deve estar n’uma festa, era isso que a kelly fazia sempre”. kelly diz que a irmã está em problemas e se ela aparecer para ligar.

a mãe ri e diz para kelly: “você entrou aqui dizendo que eu era uma má… tia e que você poderia fazer melhor por silver. bem! parece que você não é diferente de mim! e pelo menos quando ela morava aqui eu sabia onde ela estava”. de fato, kelly não olhava silver de perto, né? de vingança, kelly se despede com um “tchau, mãe” e fala pro cara que tem um filho, “o que faz dela uma avó”.

um policial liga para kelly para dizer que acharam o carro de silver, mas nenhum sinal dela. kelly começa a se preocupar se ela cuidou direito da irmã. começa a pensar que é igual a mãe “depois de tudo que eu passei com ela!”. matthews a consola e diz que ela não é como a mãe. kelly diz que ele não devia consolá-la e não está lá como amigo, pois só tem feito evitá-la. “você é meu motorista, só isso”.

negação

dixon continua sem se interessar pelos updates dos pais, dizendo que tá ocupado (jogando videogame). enfim, tá em negação. debbie fica louca com a atitude do menino e tenta invadir o pc dele, mas não sabe a senha. ela diz para harry que o filho está “agindo como um estranho”. ela começa a dizer que a moral de beverly hills é diferente e que ir pra lá pode ter sido um erro.

kansas

e a louca da silver continua obcecada por ele. sabem o que é a fonte? KANSAS, onde dixon nasceu. um cara creep cola nela na estaçao. “você tem que voltar para entender o que vem, por isso vou pra kansas”. ela quer entender como dixon se tornou “quem ele é”. e fica lá mumbling pro cara, que a segue.

silver

enquanto aguarda o trem, silver cochila e o cara creep pega a bolsa dela e fica remexendo lá. o cara chama kevin e liga para harry para avisar que esta com silver e ela está no lixo. ele diz que está na estação e ela comprou uma passagem para kansas. “agora ela está meio desmaiada, mas ela está agindo meio instável”. harry e debbie correm para lá.

silver acorda e corre para pegar o trem, mas não consegue. nessa horra harry chega – e ela está bem nos trilhos hahaha. dixon está lá com os pais e quer sair, diz que ela é “such a drama queen”. “como você pode dizer isso?” acusa ela. silver começa a mumbling… e de repente lá vem outro trem. harry fica falando para ela sair dos trilhos mas ela passa corrndo – dá pra ver que ela não foi atingida, mas ela some do outro lado.

de repente, dixon parece interessado. ele atravessa também e começa a falar de sua mãe biológica (“up and down, up and down”). ai, deus, vão jogar a carta bipolar em silver? sim, maníaco-depressiva. dixon diz que pode ajuda-la, que tudo vai ficar bem, os dois se abraçam. quando estão sanindo, kelly chega ocom matthews e uns policiais.

silver03

silver pede desculpas à irmã imediatamente. “você vai se livrar de mim, né? me mandar de volta pra mamãe”. kelly diz que ela não vai a lugar algum.

conclusões

ethan vai levar annie em casa, quando sabem do final de tudo, mas naomi se oferece – dando a deixa de que elas podem ainda ser amigas, afinal de contas. ethan sai todo apagadinho.

silver é internada em um hospital. kelly sente que precisa agradecer a matthews, que ta cochilando pelos bancos e ainda assim preocupado com silver. ela diz que ele não precisa ficar, tals, ele diz que realmente não tem sido amigo, que dormiu com brenda para magoá-la mesmo… que gostava dela mas ela foi ver dylan e isso o incomodou, mas não era da conta dele porque ela não devia satisfações… no final, os dois levantam a bandeira da amizade – que me pergunto quando e se vão transformar na da pegação.

adrianna tem sucesso em fazer sammy dormir e parece gostar da tarefa. “isso é divertido, na verdade”; “fazemos um bom time”.

debbie pede desculpas a harry por ter se descontrolado. ele diz que se ela não está feliz em LA eles podem se mudar, mas que nao pode ficar jogando isso nas discussões sempre que algo der errado. “podemos voltar pro kansas, se você quiser”. harry diz que gosta de LA e que é um bom lugar pra criar os filhos – “e eu acho que no kansas os adolescentes fazem sexo também” hahaha. no final, debbie tá fazendo o discurso da cultura, dsa opções, da cidade grande bla bla bla.

dixon conversa com annie sobre a chantagem emocional que sua mãe costumava fazer com ela – e que silver fez com ele, mas ele só percebeu as semelhanças mesmo na central de trem. “what a night”, conclui annie, antes da família se reunir em volta de uma rabada.

o início pavoroso me assustou por tipo um mês, mas foi um episódio bom. as ciosas caminharam. até a annie não tá irritante (e tá com o cabelo mais bonito!). claro que toda essa coisa silver é bem over the top, mas vamos nessa ne? que jeito. e ainda teve bons momentos da direção – primeiro aquelas cenas simultâneas ao som de franz ferdinand, que deram agilidade e conectaram os personagens, e depois adrianna com sammy, filmando os rostos bem grandes, sou noob e não sei explicar. mas o episódio é tipo WAY BETTER que o de antes. e sumam com o ethan! beijos

Anúncios

Autor: carol

there ain't no catcher in the rye vamo se jogar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s